[sapl-dev] Fwd: Código do Luciano.

Jean Rodrigo Ferri jeanferri em interlegis.leg.br
Quinta Março 22 10:23:58 BRT 2012


Oi Luciano,

Eu acho que esse tipo de decisão pode ser debatido diretamente na 
comunidade, sem precisar "aprovação" do Interlegis, sabe por que? Para 
aprovar um módulo de protocolo no SAPL, que concorreria com o SPDO, o 
Interlegis teria que ouvir a comunidade GITEC para saber se é 
interessante a ela ou não essa redundância, já que tudo o que o 
Interlegis faz é para a comunidade, seus parceiros. Se a comunidade 
achar desnecessário o SAPL ter, por exemplo, um módulo de protocolo o 
caminho natural para o Interlegis é não fazer, mas se a comunidade topar 
essa redundância no sistema e topar manter esse código daqui para a 
frente, por que o Interlegis haveria de se opor?

Por isso eu citei que temos que conversar mais, via listas, pois 
conversando a gente diminui a latência de espera e eventuais ruídos, 
todos ficam sabendo do que está sendo feito, os interessados participam 
da discussão e todos ficam respaldados pela decisão da maioria, além de 
eventualmente melhorar a qualidade da solução devido ao debate crítico e 
reaproveitamento de códigos/componentes. No pior dos casos, quando 
ninguém se manifesta, ainda assim haverá respaldo pois quem cala 
consente, certo? :-)

Parabéns pelo trabalho, como é de costume ficou muito bom!

Grande abraço,

Jean Ferri


Em 21-03-2012 18:44, Luciano De Fazio escreveu:
> Jean,
>
> O desenvolvimento desses novos módulos ocorreu sob encomenda de uma Casa
> Legislativa, que necessitava deles como condição para adotação do SAPL. E
> ela pagou por isso, concordando em retribuir à comunidade o código
> desenvolvido, da mesma forma como recebeu o código original .
>
> Sendo assim, toda a especificação e desenvolvimento ocorreu com base em
> necessidades práticas e rotinas reais de duas Casas Legislativas
> simultaneamente (pequeno e médio porte), independentemente de debates ou
> aprovação da comunidade, em conformidade com o velho ditado "quem banca,
> manda".
>
> Em tempo, os módulos dessa versão não estão mais em desenvolvimento, mas em
> plena produção.
>
> http://sapl.camaraassis.sp.gov.br
>
> http://sapl.camaraibitinga.sp.gov.br
>
> http://sapl.catanduva.sp.leg.br
>
> O que estava sendo definido, já que se trata de uma situação nova, é como
> esses códigos poderiam ser inseridos no contexto da comunidade sem
> conflitar com o SPDO no momento de seu lançamento, ao mesmo tempo em que
> todos poderiam se beneficiar desses novos recursos no SAPL. Nessa situação
> cabem testes / debates / avaliação da comunidade.
>
> Ocorre que a oportunidade de avaliação pela comunidade só poderia ocorrer,
> após superado o dilema do melhor momento para divulgação, situação em que
> aguardamos por alguns meses pelo posicionamento do Interlegis.
>
> Parece que este momento chegou, razão pela qual o código foi prontamente
> disponibilizado no trunk do SAPL.
>
> Daqui pra frente será possível aperfeiçoar ainda mais os módulos de acordo
> com as sugestões da comunidade, nas listas de desenvolvimento e Colab.
>
> []'s
>
> Luciano De Fázio
>
>
> Oi Luciano,
>>
>> Vou propor uma ideia... Quando ocorrer novamente a necessidade de
>> desenvolver algo novo, visando-se testar e/ou buscar aprovação pela
>> comunidade do que foi desenvolvido, isso pode ser feito criando-se um novo
>> branch, específico para este fim. Por exemplo, se vocês analisarem a
>> ramificação de branchs do SAPL, perceberão vários branchs que não são
>> releases do sistema:
>>
>> http://repositorio.interlegis.**gov.br/ILSAPL/branches/<http://repositorio.interlegis.gov.br/ILSAPL/branches/>
>>
>> Quando eu fiz a implementação do novo layout do SAPL, criei um branch
>> chamado '2.1-jean', onde implementei tudo o que eu queria, e pedi para o
>> Morale revisar. Após a aprovação do Morale, fiz os merges de volta para o
>> trunk. Como este, tem outros branchs dos APL que algumas Câmaras utilizaram
>> para desenvolver coisas específicas, por exemplo a Assembleia do Tocantins
>> no '2.1-alto' desenvolveu o suporte a PostgreSQL no SAPL, que
>> posteriormente também foi incorporado ao trunk.
>>
>> Para fazer um novo branch vocês já sabem, basta fazer uma cópia do trunk,
>> por exemplo, rodar um 'svn cp http://repositorio.interlegis.**
>> gov.br/ILSAPL/trunk<http://repositorio.interlegis.gov.br/ILSAPL/trunk>
>> http://repositorio.interlegis.**gov.br/ILSAPL/branches/2.5-**protocolo<http://repositorio.interlegis.gov.br/ILSAPL/branches/2.5-protocolo>-m "Criando branch para o protocolo no SAPL"'.
>>
>> Dessa forma, facilita inclusive o reaproveitamento dos códigos através dos
>> merges, pois o código estará dentro do mesmo repositório. E vocês todos tem
>> permissão de escrita sem restrições em todo o nosso repositório SVN,
>> portanto, com poderes para cria os branchs necessários, ok?
>>
>> Outra coisa que gostaria de propor-lhes é utilizarmos mais as listas de
>> desenvolvimento '-dev', por exemplo a sapl-dev, para nos comunicar sobre o
>> que pretendemos desenvolver no sistema, ok?
>>
>> Grande abraço,
>>
>> --
>> Jean Ferri
>> Analista de Sistemas
>> Interlegis - Brasília (DF)


Mais detalhes sobre a lista de discussão SAPL-dev