[sapl-dev] Melhorias no módulo Parlamentar - SAPL 2.3

Claudio Morale claudiomorale em interlegis.gov.br
Segunda Maio 9 15:01:57 BRT 2011


Em 09-05-2011 12:46, Luciano De Fazio escreveu:
> Jean,
>
> Estive lendo vários documentos sobre conceitos e boas práticas de SVN.
>
> Segundo alguns desses documentos, o conceito de braches importa no
> congelamento do código, ao ser lançada como uma versão, não sofrendo mais
> alterações, mas somente correções, após rigorosos testes de validação,
>
> Não seria interessante aplicar alguma política de "congelamento" dos braches
> ??
>
> Por exemplo, após a versão do SAPL 2.3, ninguém mais poderia commitar nesse
> branch, senão o responsável pela validação e exclusivamente correção de
> eventuais bugs.
>
> Isso significaria uma validação mais consistente do código, mantendo-se a
> estabilidade do sistema.
>
> Eventuais melhorias e novas funcionalidades dentro de uma mesma versão
> média, ficariam reservadas somente para as tags (versões menores).
>
> Assim, o usuário de uma Casa Legislativa teria duas alternativas ao
> atualizar via SVN:
>
> 1- utilizando simplesmente o "svn up", para obter as possíveis correções
> homologadas naquele branch considerado estável / congelado; ou,
>
> 2 -  caso queira obter alguma nova funcionalidade desenvolvida em tags,
> seria necessário reapontar sua cópia de trabalho para depois rodar o "svn
> up".
>
> A adoção desse conceito, traria vantagens como:
>
> - maior controle sobre o código implementado pelos colaboradores da
> comunidade,
>
> - a possibilidade de reapontamento para o branch, em caso de problemas, para
> retorno ao código estável
>
> - a garantia de que o branch será realmente estável.
>
> []'s
>
> Luciano De Fázio
>
>
> Em 9 de maio de 2011 12:08, Jean Rodrigo Ferri
> <jeanferri em interlegis.gov.br>escreveu:
>
>> Em 03-05-2011 12:02, Luciano De Fazio escreveu:
>>> Perfeito, Jean.
>>
>> Olá Luciano,
>>
>>> Realmente, é necessário convencionarmos a organização do código no
>>> repositório.
>>>
>>> Nossos logins (comunidade) tem os direitos para criação de versões
>> menores
>>> no subversion? (2.3.1, 2.3.2 ?)
>>
>> Sim, podem realizar qualquer alteração no nosso SVN.
>>
>>> Aproveitando sua boa vontade, teria como exemplificar como é que de
>>> adicionam as tais versões menores?
>>
>> O trunk tem sempre versões maiores (1.0, 2.0) ou médias (2.1, 2.2, 2.3).
>>
>> Os branchs tem no seu nome sempre a versão média
>> (http://repositorio.interlegis.gov.br/ILPortalCasas/branches/1.1/), mas
>> como eles são destinados a versões estáveis, que é justamente a versão
>> menor, essa versão é alterada somente no arquivo version.txt, mantendo o
>> diretório sempre com o mesmo nome (versão média). Isso garante que o
>> usuário atualize se sistema estável simplesmente rodando 'svn up', sem
>> ter que reapontar a cópia de trabalho.
>>
>> Os tags são sempre marcados com versão menor (2.2.1, 2.2.2) pois se
>> referem às releases do sistema
>> (http://repositorio.interlegis.gov.br/ILPortalCasas/tags/1.0.1/).
>>
>> Lembrando que para fazer um novo branch ou tag usa-se o comando 'svn cp'.
>>
>> Abraço,
>>
>> --
>> Jean Ferri
>> Analista de Sistemas
>> Interlegis - Brasília (DF)
>> --
>> Wiki do SAPL:
>> http://colab.interlegis.gov.br/wiki/ProjetoSapl
>>
>> Regras de participação:
>> http://colab.interlegis.gov.br/wiki/ComoParticiparComunidade
>>
>> Para administrar sua conta visite:
>> http://listas.interlegis.gov.br/mailman/listinfo/sapl-dev
>>
>


-- 
Claudio Morale
Analista de Sistemas
Interlegis - Brasília (DF)


Mais detalhes sobre a lista de discussão SAPL-dev