[plonegov-br] Licitação de Plone

Charles Henrique charleshenrique em pgr.mpf.gov.br
Sexta Novembro 23 17:14:54 BRST 2012


Vitor,

Desculpe-me, mas eu entendi a mensagem do Érico de outra forma. Para mim 
ele quis dizer que não dá para remunerar um profissional Plone por 
pontos de função porque, na essência, não é isso que ele irá fazer. Ele 
ira identificar, dentre os inúmeros recursos existentes, quais atendem 
aos desejos do contratante da melhor forma com as devidas adaptações, 
dentro do tempo e custos esperados. Então o pagamento não fica somente 
por conta dos novos códigos desenvolvidos para integração do todo, mas 
também pelo conhecimento de quais parafusos precisam ter o torque 
ajustado na composição.

Abraços,

Charles Henrique
PGR/CST/DIREDE/SESO
61 3105-6795

Em 23-11-2012 16:44, Vitor Reis da Costa da Silva escreveu:
> Érico,
>
> Muito interessante suas colocações, e concordo em grande parte com elas.
> Na prática, o que esperamos que aconteça é que seja feito a reutilização
> de código existente e disponível na comunidade, e a remuneração da
> empresa seja baseado no que de fato foi desenvolvido.
>
> Esse ponto é polêmico, e não temos nenhum 'mapa da mina' sobre o tema.
> No entanto, quando analisamos as métricas possíveis (horas de
> consultoria, homem/hora, especificação de produto para tomada de preço,
> etc) não achamos nenhuma que resolvesse esse conflito que você bem
> colocou e ao mesmo tempo deixasse nós gestores 'confortáveis'.
>
> Digo 'confortáveis' por conta dos inúmeros apontamentos de órgãos de
> controle e normatizações sobre o assunto. Se por um lado sabemos da
> dificuldade da utilização da métrica de ponto de função para portais,
> por outro, as outras métricas são alvos constantes de questionamento de
> órgãos de controle e de difícil aferição (relação esforço x produto).
>
> Mas a ideia é essa, precisamos debater uma forma de conseguirmos
> contratar Plone na Administração Pública, de uma forma que seja ao mesmo
> tempo produtiva e de passível de aferição.
>
> Abraços, Vitor
>
> Em 23-11-2012 12:29, Érico Andrei escreveu:
>> Caro,
>>
>>      Sou um dos sócios da Simples Consultoria e me lembro de ter visto
>> o edital de vocês.
>>
>>      Ao menos no nosso ponto de vista o uso de pontos de função para
>> desenvolvimento em Plone acaba sendo contraproducente dado que ele
>> incentiva a "reinvenção da roda" por parte do fornecedor a fim de que
>> o projeto seja economicamente viável -- afinal, existe uma relação
>> direta entre código desenvolvido e remuneração.
>>
>>      Uma das grandes vantagens do Plone é exatamente o fato de que boa
>> parte das funcionalidades já está pronta e o trabalho de um bom
>> integrador é saber configurá-las de maneira a garantir o sucesso do
>> projeto para o cliente. Aliás, as melhores implementações Plone que
>> conheço tem mais linhas de testes do que de funcionalidade E configuração.
>>
>>      Não é necessário dizer que tratar portais como projetos de
>> software costuma ser um erro dada a necessidade, constante, de
>> adaptação dos portais ao aprendizado que você tem no dia a dia. O
>> Plone é um software -- e nós da comunidade Plone o tratamos como tal
>> -- os projetos desenvolvidos com ele não devem ser.
>>
>>      De qualquer maneira, dado que o edital já está publicado, eu
>> sugiro apenas que vocês estejam atentos ao uso adequado do Plone. Não
>> tentem reinventá-lo, não "lutem" contra ele.
>>
>>      A melhor forma de entender se as decisões que vocês estão tomando
>> são adequadas -- do ponto de vista Plonístico -- converse com o Márcio
>> Mazza, desenvolvedor do Interlegis, e que é membro do time de
>> Framework do Plone (grupo que toma as decisões de futuro do Plone)
>>
>> Forte abraço,
>> Érico Andrei
>>
>> []s
>> Érico Andrei
>>
>>
>>
>> 2012/11/23 Vitor Reis da Costa da Silva
>> <vitor.silva em planejamento.gov.br <mailto:vitor.silva em planejamento.gov.br>>
>>
>>      Pessoal,
>>
>>      Depois de muitas indas e vindas, e diversas dores de cabeça de como
>>      podemos contratar Plone no mercado, publicamos na última segunda-feira
>>      um Edital para contratação de desenvolvimento em Plone.
>>
>>      Não tivemos outra alternativa se não usar a métrica de Ponto de Função
>>      para mensurar os serviços (pelas pesquisas que fizemos seria muito
>>      difícil uma contratação dessas sair com outra métrica), mas
>>      conseguimos
>>      ter um item exclusivo pra Plone, o que pode ajudar a empresas
>>      especializadas concorrer.
>>
>>      O pregão é o nº 56/2012, do Ministério do Planejamento (UASG 201004).
>>      Quem tiver interesse, podemos compartilhar as documentações produzidas
>>      para essa contratação (documentos da IN 04, TR, Edital, etc).
>>
>>      Algum outro órgão da lista conseguiu fazer contratação de Plone no
>>      mercado? Gostaria de trocar experiências.
>>
>>      Abraços,
>>
>>      --
>>      Vitor Reis da Costa da Silva
>>      Email: vitor.silva em planejamento.gov.br
>>      <mailto:vitor.silva em planejamento.gov.br>
>>      Telefone: +55 (61) 2020-1266 <tel:%2B55%20%2861%29%202020-1266>
>>      Coordenação Geral de Gestão Tecnológica
>>      SPU - Ministério do Planejamento
>>
>>      _______________________________________________
>>      Comunidade Plone no Governo
>>      Site: http://www.softwarelivre.gov.br/plone
>>      Wiki: http://colab.interlegis.leg.br/wiki/PloneGovBr
>>      Lista: http://listas.interlegis.gov.br/mailman/listinfo/plonegov-br
>>
>>
>>
>>
>> _______________________________________________
>> Comunidade Plone no Governo
>> Site: http://www.softwarelivre.gov.br/plone
>> Wiki: http://colab.interlegis.leg.br/wiki/PloneGovBr
>> Lista: http://listas.interlegis.gov.br/mailman/listinfo/plonegov-br
>



Mais detalhes sobre a lista de discussão PloneGov-BR