[interlegis] RES: RES: Por um Plano (minimamente estruturado) de Comunicação para o Interlegis

Hélio Teixeira heliolteixeira em gmail.com
Segunda Maio 3 14:38:13 BRT 2010


Amigo James

Acredito que não temos mais idade para ficarmos nesse disse me disse.

Minha consideração pelo amigo e por esta comunidade me impedem de
prosseguir o debate nessa linha. Claro que a coisa vai ficar no
terreno das nossas lembranças. Claro que vai ficar a minha palavra
contra a sua. Por isso acredito que isso não vai acrescentar nada em
nosso debate. Portanto, vamos poupar a Comunidade de ouvir esse debate
pouco produtivo e vamos falar do que realmente interessa.

Você tocou num ponto muito importante e que eu considero de extrema
valia para que todos possam entender o porque da minha manifestação e
das minha palavras no tal documento.

A realidade nua e crua é que a vossa diretoria sempre deu muito pouca
importância para o GICOM. Quando você afirma que temos "apenas" nós
dois na discussão (e também em outras discussões você fez menção à uma
certa "fragilidade" da nossa lista), o amigo esquece de FAZER UMA
AUTO-CRÍTICA que poderia ser de grande valia para todos nós.

A lista GICOM foi criada por meio uma iniciativa MINHA que procurei o
Jean sugerindo a criação de um Grupo dedicado a troca de informações
entre profissionais de comunicação. Para tentar envolver a sua equipe
nisso, escolhemos um dos integrantes mais conhecidos da sua equipe
para ser o moderador da lista.

Fiz o convite a vários amigos para participar. Alguns chegaram até a
se inscrever nela. Mas a grande maioria emperrou numa situação no
mínimo embaraçosa para a sua Diretoria.

Sabem o que aconteceu? Durante mais de 8 meses a lista não teve
nenhuma nova adesão pelo simples fato de o moderador NÃO ACEITAR NOVOS
MEMBROS. O cara simplesmente não exercia o seu papel de moderador para
aceitar novos membros. É MOLE????

A coisa ficou tão vexatória que EU pedi ao Jean para falar com o
Rodrigo Luz para "destituir" o tal moderador, e ele mesmo assumir esse
papel. O que ele de forma pontual aceitou, mesmo levando em conta já
estar acumulando a moderação das outras listas do Interlegis.

Se não fosse isso (o meu alerta!) A LISTA GICOM ESTARIA PARADA ATÉ HOJE!!!!!

Portanto, como o amigo pode questionar a "fragilidade" de uma lista
que nem você nem a sua diretoria fizeram nada para fortalecer. Mesmo
sendo uma lista DIRETAMENTE RELACIONADA AO TRABALHO DE VOCÊS??????

Outra coisa que eu gostaria que o amigo refletisse. Veja os exemplos
das outras listas. NO Gitec, todos os diretores (e chefias) da área de
TI são participantes ativos dela. DÃO FEEDBACK, OUVEM OS RECLAMES DOS
SEUS MEMBROS, ATENDEM OS PLEITOS DA COMUNIDADE. E o mais importante:
SÃO RESPEITADOS EXATAMENTE POR ESSA POSTURA.

Só para dar um exemplo do que eu estou falando, veja o caso do novo
diretor Róbison. Ele chegou (pode-se dizer) praticamente ontem, e já
conquistou o respeito e a admiração dos seus pares na lista GIAL (e em
todas as outras listas que participa), em grande parte (descontando a
sua notória capacidade!), por sua postura pontual e aberta ao diálogo.
Sua postura de não evitar nenhum assunto. Topa discutir TUDO. E o mais
importante, ele dá FEEDBACKS e responde pontualmente (e prontamente!)
a TODAS AS SOLICITAÇÕES A ELE ENCAMINHADAS!

Nesse novo ambiente meu amigo, de nada importa a posição no
Organograma, o que importa é a postura e a qualidade da sua
contribuição para os debates empreendidos pela Comunidade.

Foi assim que os amigos Petrônio, Luis Fernando, Róbison, Maurício
Silva e Dantas (só para citar alguns diretores/chefes do Interlegis)
se transformaram em líderes das suas respectivas comunidades.

Estou falando isso para mostrar que o amigo deve fazer essa
auto-crítica e rever a sua prática e a sua postura com relação à nossa
Comunidade.

Não esqueça que essa discussão só está acontecendo GRAÇAS À MENSAGEM
dos "cenários mirabolantes". Pois se não fosse ela, ainda estaríamos
imersos no SILÊNCIO...

Quanto ao nosso Plano de Comunicação e Relacionamento, digo e repito,
PODEMOS SIM FAZER O NOSSO PLANO DE RELACIONAMENTO! A sua equipe com a
ajuda do GICOM pode SIM construir um Plano que nenhum Consultor (por
melhor que ele seja!) poderá JAMAIS construir.

Assim que vocês quiserem iniciar a discussão do Plano, estarei pronto
(e tenho certeza que a Comunidade também) para contribuir.

Grande abraço

Hélio Teixeira














Em 3 de maio de 2010 10:03, James R. Menezes de Carvalho
<jamescarvalho em interlegis.gov.br> escreveu:
> Prezado Helio, bom dia.
>
> Quero, antes de tudo, externar, também, o respeito e a consideração por você e pelo seu trabalho. Mas, isso não impede de discordar de alguns pontos da sua resposta.
> Quanto ao desenrolar dos fatos, vamos divergir no que diz respeito à nossa conversa telefônica. Quando conversamos, nós trocamos idéias sobre o documento e, particularmente, ao quadro que vc apresenta ao final. Eu não estava esperando a impressão ou coisa parecida. Na oportunidade já havia lido e já tinha conhecimento... Ao final, nesse "embate" são as nossas memórias e recordações...
> Bem, quanto a apresentar sugestões, discordo novamente de você. Se o documento era para que apenas eu apresentasse sugestões, porque externá-lo e colocá-lo para as críticas da comunidade? Como vc mesmo diz, a comunidade deve se pronunciar nas ações e sugestões, etc., etc., etc. E onde estava, ou melhor, onde está a comunidade?
> Quando a comunidade se manifestou (quatro manifestações) não contribuíram em nada... O colega de Campinas insinua que seu documento não foi lido. Particularmente, considero tal insinuação bastante indelicada, pois, o colega considera a equipe do Interlegis, no mínimo, desleixada (uso o adjetivo para minimizar o sentido real que ele pretendeu dar à insinuação porque não posso crer que ele considere a equipe irresponsável).
> Das demais manifestações, temos o colega que ressalta o sangue nordestino... (aliás, não é a primeira vez que em suas mensagens ele faz tal destaque), a Kelly (de Sete Lagoas) e o Cristiano (de Timóteo). Manifestações que massageiam o ego são maravilhosas, fazem a pessoa se sentir grande, poderosa e exalta o nosso trabalho (amigo Helio, você não precisa disso... o reconhecimento do seu trabalho e da sua competência é conhecida de todos). Mas, para o Interlegis tais manifestações não trazem nenhuma contribuição...
> Quero sugerir a todos que leiam o documento e, também, apresentem sugestões (afinal estamos em Comunidade) e não é preciso ser especialista... Vocês têm experiência dentro da Casa Legislativa e podem contribuir.
> Agora, antes de qualquer coisa, todos deveriam ler os documentos relativos ao Interlegis II. Quantos de vocês leram? Tenho quase certeza que praticamente ninguém se deu ao trabalho de acessar o site do BID para ler.
> Acessem o site do BID e na área de projetos, pesquisem INTERLEGIS. Acessem os documentos, leiam o contrato que está exposto, leiam o Anexo "A" e vejam os componentes, os subcomponentes e as macro ações e os "gatilhos" que temos de cumprir... Vejam o documento conceitual base e a partir da página 37, as metas a serem alcançadas, para entender melhor o que nos espera (o ano de início passa a contar de agora).
> Existe muita coisa a ser feita, muitas ações a serem desenvolvidas. Conheçam, realmente, o que temos a fazer em vez de ficarem especulando... Creio que a partir da leitura dos documentos (esse fazem parte da minha "leitura de cabeceira") vocês terão uma visão melhor da realidade e poderão contribuir (se assim quiserem) muito mais.
> Quanto à contratação de um especialista, mais uma vez discordamos. O Plano de Relacionamento não se restringe à utilização da Internet (ferramenta de grande e fundamental importância no processo). Temos um público bastante diversificado, com a necessidade de adoção de ações de relacionamento diferenciadas, com mídias diversas e que interagem e se complementam. O especialista não vai fazer o trabalho de ninguém, ele vai agregar valor e experiência ao trabalho de todos nós.
> Amigo Helio, quanto á comunidade... Você reparou que sobramos nós dois? Mas vamos em frente... Temos muito a trabalhar (veja nos documentos no site do BID). Pela sua idéia o Plano de Relacionamento será construído apenas por nós dois.
> Forte abraço a todos e uma boa semana.
>
>
>
> James R. M. de Carvalho
> Diretor da Subsec. de Formação e Atendimento à Comunidade do Legislativo - SSFAC
> Secretaria Especial do Interlegis - SINTER
> Senado Federal
> (061) 3303.2634
>
> -----Mensagem original-----
> De: interlegis-bounces em listas.interlegis.gov.br [mailto:interlegis-bounces em listas.interlegis.gov.br] Em nome de Hélio Teixeira
> Enviada em: sexta-feira, 30 de abril de 2010 16:05
> Para: Comunidade do Poder Legislativo
> Assunto: Re: [interlegis]RES: Por um Plano (minimamente estruturado) de Comunicação para o Interlegis
>
> Amigo James,
>
> Em primeiro lugar gostaria de deixar muito claro o respeito e a consideração que sempre nutri por você e por todos os demais profissionais de comunicação do Interlegis. Como já disse anteriormente, se eu os critico é porque os considero. Se eu não os considerasse deixaria as coisas como estão e iria cuidar da minha vida.
>
> Outro ponto que deixar muito claro é o caráter não pessoal das minhas críticas. Como você bem frisou, o nosso relacionamento sempre foi muito bom (e espero que possa continuar assim, pois gosto muito de você e o considero muito!) e nunca tivemos nenhuma desavença. Foi justamente com base nesse bom relacionamento que fiz as minhas críticas. Sempre tive a certeza que elas (as minhas críticas) seriam recebidas por você como uma contribuição de um amigo (seu e do
> Interlegis) que só quer ajudar.
>
> Algumas colocações que fiz realmente foram duras, mas tenha a certeza que nenhuma delas teve a intenção de ofendê-los. Tudo que eu disse foi baseado em uma convicção: A COMUNICAÇÃO DO INTERLEGIS É DEFICIENTE E PRECISA MELHORAR MUITO!
>
> Só quero esclarecer alguns pontos que você colocou em sua mensagem. O quadro que o amigo pinta em sua mensagem, não condiz com a realidade e acredito que seja preciso esclarecer para que sejamos justos um com o
> outro:
>
> Em 30 de abril de 2010 14:52, James R. Menezes de Carvalho <jamescarvalho em interlegis.gov.br> escreveu:
>
>> Em janeiro de 2009, quando da realização de um Seminário de Vereadores em Maceió (AL), conversei bastante com o nosso amigo Helio sobre tal necessidade que ele de pronto concordou. O ano de 2009 passou e nem uma linha ou telefonema com alguma sugestão foi feita. Silêncio total.
>
> Foi justamente nesse Seminário que tive o prazer de conhecê-lo pessoalmente. Gostei muito da sua pessoa pela cordialidade e educação com que você trata as pessoas.
>
> Mas eu tenho que ser justo com a minha consciência. Não lembro de ter assumido em momento algum nenhum compromisso com você de escrever uma linha sequer sobre a Política de Comunicação do Interlegis.
> Sinceramente não me lembro mesmo. Apenas me dispus a colaborar se vocês assim quisessem no momento que o Plano estivesse sendo gestado.
> Pelo menos foi isso que eu entendi da nossa conversa. Ponto.
>
>> No final de 2009, no GITEC, novamente o assunto foi levantado. Na oportunidade, o Interlegis começava a se movimentar, a necessidade da elaboração do Plano novamente estava posta no planejamento para 2010.
>> Em janeiro deste ano, na reunião com a equipe do BID para formalização das ações do Interlegis para 2010, mais uma vez foi reforçada a necessidade do Plano.
>> Em 03 de março passado, recebi (como todos do GICOM) a proposta do Helio para o Interlegis. Alguns dias depois, conversei com o Helio (por telefone) sobre a proposta apresentada por ele, sobre o quadro esquema que ele montou, etc. A proposta foi lida pela equipe da SSFAC e por todos os Diretores da SINTER.
>
> Foi extamente nessa conversa que fiquei surpreso com o amigo. Não citei algo que aconteceu nessa conversa que tivemos quase 10 dias após o envio do documento para não trazer a discussão para o plano pessoal, tendo em vista que, repito, gosto muito de você e sei que você é UMA PESSOA DO BEM.
>
> Mas já que você citou a conversa me deixa mais a vontade para fazê-lo.
> O que aconteceu foi o seguinte: Enviei o documento e esperei uma resposta (qualquer que fosse) por 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9 , 10 dias, e nenhum sinal de resposta. Peguei o telefone liguei para você (você omitiu que quem ligou para você fui) e perguntei o que você tinha achado do documento. Para a minha surpresa, mesmo já tendo se passado 10 dias, você me disse que ainda não havia lido e pediu em voz alta para alguém (a sua secretária imagino) para imprimir inclusive o diagrama e que você iria levar para sua casa e ler. E me disse que depois que lesse iria ME LIGAR PESSOALMENTE para conversarmos sobre as minhas propostas.
>
> Foi exatamente essa conversa que me deixou muito chateado pois nos 50 dias seguintes você não me retornou, apesar de ter assumido o compromisso de fazê-lo.
>
> Como eu já disse, um simples NÃO GOSTEI teria me deixado mais satisfeito do que a deselegância do SILÊNCIO.
>
>
>> Em 16 de março, recebemos uma mensagem do Helio com várias reflexões (algumas delas até desrespeitosas quanto à competência das pessoas que aqui trabalham) que foram lidas e absorvidas por todos.
>> Nesse meio tempo, o Interlegis vem reestruturando todas as áreas de atuação (inclusive a SSFAC) com a absorção de técnicos especializados, aprovados no último concurso do Senado.
>> Com as novas negociações com a BID e com o PNUD, a SINTER passou a ter condição de contratar especialistas para o desenvolvimento de projetos específicos. Assim, começamos a corrida para a obtenção de um Consultor que venha agregar o seu conhecimento e sua experiência na montagem e desenvolvimento de um Plano de Comunicação / Relacionamento para o Interlegis.
>> No dia 28 de abril recebemos uma mensagem postada pelo Helio na qual faz uma dissertação, até bastante interessante, sobre o silêncio e apresenta alguns cenários mirabolantes.
>
> Como eu falei na mensagem. Os cenários mirabolantes foram consequência do SILÊNCIO...
>
>> Confesso que tal atitude foi, para mim, surpreendente. Surpreendente Helio (e aí falo diretamente para você) porque sempre que temos oportunidade conversamos e trocamos mensagens diretamente e sua atitude foi bastante indelicada, até pelo relacionamento e aproximação existente. Da mesma forma que trocamos idéias alguns dias após o envio da sua sugestão, você poderia ter ligado e conversado comigo diretamente. Mas, cada um age da forma que melhor lhe aprouver.
>
>
> Mais uma vez você omite que eu já tinha feito isso (ligar para você).
> Você queria que ligasse de novo tem implorando atenção?????????!!!!!!!!!!
>
> Aliás, todos os nosso contatos sobre o tema FORAM DE MINHA INICIATIVA.
> NUNCA PARTIRAM DO AMIGO!!!!!
>
>
>> Gostaria de agradecer às colaborações apresentadas pelos participantes da lista, que constantemente se manifestam, quanto ao documento apresentado pelo Helio. Acho que aqui o silêncio vale para todos, não é mesmo?
>> Se "todos" estão interessados em colaborar e ver a melhora, o engrandecimento, os resultados, etc., etc., etc. do Interlegis, porque ninguém apresentou uma única sugestão, proposição ou observação à época sobre o documento? Será que leram o documento? Amigo Helio, se leram, calaram-se... Aí acho que você deveria incluir um novo cenário sobre o silêncio na sua lista...
>
> Quem deveria se manifestar era VOCÊ meu amigo. O assunto era da sua área. O tema dizia respeito ao teu trabalho. Se alguém não falou quando deveria ter falado foi VOCÊ, não os demais membros da lista, que, em privado (muitos!!!) me felicitaram pelas colocações.
>
>
>> Quero esclarecer a todos os interessados que estamos preparando a contratação de um Consultor especialista (como disse acima) para conduzir o processo de desenvolvimento do Plano de Comunicação / Relacionamento. Contrariando a afirmação postada pelo Helio (em 16 de março passado), gostaria de dizer que existem, sim, pessoas competentes no mercado que podem auxiliar e conduzir tal processo.
>
> Aqui está a minha MAIOR DIVERGÊNCIA do amigo. Vocês vão contratar um Consultor para fazer o trabalho de VOCÊS????? Foi isso que eu li acima, ou minha visão está embaralhada????
>
> Amigo James, repito pela ENÉSIMA vez: se nós profissionais de comunicação que conhecemos como poucos a estrutura do Interlegis, o seu funcionamento e a realidade das casas legislativas brasileiras (nossas clientes) NÃO FORMOS CAPAZES DE SOZINHOS ELABORARMOS UM PLANO DE COMUNICAÇÃO para um Interlegis. Então estamos perdidos!!!
>
> Contratar um consultor para isso além de ser VERGONHOSO para nós é um TOTAL DESPERDÍCIO DE DINHEIRO PÚBLICO.
>
> Para concluir, quero reafirmar que a minha amizade pelo amigo continua a mesma. E espero que possamos unir forças para o bem do Interlegis.
>
> Grande abraço a todos,
>
> --
> Hélio Teixeira
> http://novodialogo.com.br/
> http://ComunicacaoChapaBranca.com.br
> Twitter: http://twitter.com/helioteixeira ou http://twitter.com/chapabranca
> --
> Site da Comunidade Interlegis
> http://www.interlegis.gov.br
>
> Para pesquisar o histórico da lista visite:
> http://colab.interlegis.gov.br/wiki/PesquisaListas
>
> Para administrar sua conta visite:
> http://listas.interlegis.gov.br/mailman/listinfo/interlegis
>
>
> --
> Site da Comunidade Interlegis
> http://www.interlegis.gov.br
>
> Para pesquisar o histórico da lista visite:
> http://colab.interlegis.gov.br/wiki/PesquisaListas
>
> Para administrar sua conta visite:
> http://listas.interlegis.gov.br/mailman/listinfo/interlegis
>



-- 
Hélio Teixeira
http://novodialogo.com.br/
http://ComunicacaoChapaBranca.com.br
Twitter: http://twitter.com/helioteixeira ou
http://twitter.com/chapabranca


Mais detalhes sobre a lista de discussão Interlegis