[gitec] Sessão Plenária,

Claudio Morale claudiomorale em interlegis.gov.br
Segunda Setembro 6 19:21:18 BRT 2010


Luiz, o sapl na Câmara Municipal de Hortolândia tem sido levado - aqui 
por nós do Interlegis - ao conhecimento de outras câmaras, como exemplo 
de iniciativa na sua implantação, de excelência no uso e na realização 
de melhorias ao produto. Assim como a Câmara de Hortolândia, as Câmaras 
de Catanduva, de Campinas, de Agudo, a Assembléia de Rondônia, e outras, 
produzem melhorias ao produto e isso é motivo de orgulho para todos nós 
do Interlegis. Isso vem a ser uma comprovação de fato da validade do 
modelo adotado, com o qual procuramos atingir os objetivos do 
Interlegis, ao fornecer um produto com o código aberto que permita 
exatamente o que a Câmara de Hortolândia e tantas outras vem fazendo. 
Nesse sentido, estamos em perfeita sintonia. Somente que o código 
implementado pela Câmara de Hortolândia não foi adicionado diretamente 
em nosso repositório, como fazem algumas Câmaras como Catanduva, 
Campinas, Carneirinho e outras. Acho que por falha de comunicação ou por 
razões de "timing" entre as nossas Organizações. Em razão disso, já a 
algum tempo, solicitei ao Fagner e recebi o código que vocês 
implementaram para podermos incorporar as inovações mantendo as 
parametrizações que permitam a customização do produto em outras Casas. 
Portanto, devido ao fato dessas inovações não estarem todas elas 
incorporadas na última revisão do sapl, disponível em nosso repositório, 
dissemos que a Câmara de Hortolândia tinha um fork, o que não tem 
qualquer conotação pejorativa, mas apenas o termo explica que os nossos 
códigos estão diferentes a partir de um ponto no tempo.
att.

Em 03-09-2010 22:11, LF escreveu:
> *Não **enForKem esta idéia*!
>
> Data vênia, Morale e demais colegas do Gitec, conceituar as implementações
> de Hortolândia como "Fork, seria desqualificar as pequenas funcionalidades
> que conseguimos implementar no SAPL, tratadas aqui como particularidades de
> nossa Câmara.
>
> Mais adequado seria considerar que a Câmara de Hortolândia estaria um passo
> a frente na prática do SAPL, juntamente com algumas outras, fato este
> inegável, diante da realidade de pequena produtividade no uso do SAPL.
>
> Nesse sentido a customização da Câmara de Hortolândia objetivou adequar as
> ferramentas disponiveis à lógica de nossos trabalhos legislativos, o que
> também atende as outras Câmaras. Tanto é verdade, que pequenas mudanças na
> formatação da Sessão Plenária, vem chamando a atenção de outros
> Legislativos.
>
> Acredito, assim, que não exista bifurcação no Processo Legislativo,
> porquanto segue uma similitude de procedimentos na maioria das Câmaras
> Municipais
>
> Entretanto, queremos *pedimos desculpas à comunidade*, pois as modificações
> implementadas no módulo Sessão Plenária, em nosso SAPL, * são superficiais,
> *pois aquilo que hoje conceituamos pelo nome de "*Ata Eletrônica"*,*
> ainda**não está disponível no nosso sistema
> *.
>
> O fato estarmos executando o SAPL 2.3, nos possibilitou enfrentar
> anteriormente as mesmas dificuldades que os colegas estão hoje encontrando.
> Superamos muitos problemas do dia-a-dia, fato este que nos incentivou, não
> só a continuar, como também, a aprofundar na utilização do SAPL.
>
> Ainda no mês de Julho, implementamos a funcionalidade de realização de duas
> Ordens do Dia na mesma data, uma para *Sessão Ordinária e outra para Sessão
> Extraordinária*, já que não estava prevista naquela oportunidade no modulo
> disponibilizado.
>
> Por outro lado, a questão da *votação nonimal,* bem como, a não inclusão do
> voto do* Presidente *em votação, quando não é o caso de maioria qualificada,
> de empate ou votação secreta, foi implementada para *evidenciar a validade
> do resultado da votação*.
>
> Inovamos a* Sessão Plenária, *com a implementação dos módulos de
> votação de*Requerimentos e Moções,
> *com vinculação *na fase do Expediente da Sessão,* como ocorre na maiora das
> Câmaras.
>
> Todas estas alterações já foram disponibilizadas para o Interlegis no início
> do mês passado e algumas delas já adotadas nas novas versões
> disponibilizadas.
>
> Em sintese, colegas, as implementações no SAPL em Hortolândia estão em
> perfeita funcionalidade.
>
> Por fim, queremos dizer que estamos anciosos para concluir os testes finais
> da "*Ata Eletrônica*", do sistema de *busca textual em OCR* e da *vinculação
> do orador* com as respectivas* matérias em discussão. *
>
> Assim, não concordamos que estas implementações sejam particularidades da
> Câmara de Hortolândia, que seriam "fork"!
>
> Independentemente desta conceituação, estamos felizes por colaborar com
> estas sujestões para o desenvolvimento desta fantastica ferramenta chamada
> SAPL. Temos algumas práticas interessantes para os operadores do processo
> legislativo, o que poderia incentivar novas Câmaras na adoção do SAPL, como
> ferramenta do Processo Legislativo.  Na Câmara de Hortolândia a TI é
> vinculada à Secretaria Legislativa o que possibilita um grande entrosamento
> no âmbito da Legimatica. Registrando aqui agradecimentos ao Fagner, ao
> Alexandre e ao Luís Junior, por manterem o nosso SAPL em produtividade.
>
> Espero que os demais Gitec possam usufruir também dessas funcionalidades ou
> peculiaridades de Hortolândia. Por falar, Hortolândia está na Veja!
>
> Ao Morale e ao Ângelo meu abraço fraternal.
>
> LF - Câmara de Hortolândia
>
>
>
> Em 1 de setembro de 2010 09:13, Harley Pedrosa Melo<harleypedrosa em gmail.com
>> escreveu:
>
>> Ok!!  Inclusive a parte da "ATA ELETRONICA"?
>>
>> Interessante o resultado!!
>>
>> Gostei da forma que ficou.
>>
>> Obrigado pela atenção!
>>
>> Em 1 de setembro de 2010 09:02, Claudio Morale<
>> claudiomorale em interlegis.gov.br>  escreveu:
>>
>> Harley, o Fagner customizou esse módulo para adequar as particularidades
>>> da Câmara de Hortolândia; ou seja, fez um "fork".
>>>
>>> att.
>>>
>>>
>


-- 
Claudio Morale
Analista de Sistemas
Interlegis - Brasília (DF)


Mais detalhes sobre a lista de discussão GITEC