[gitec] Nuvem e software como serviço - como ficam os nossos portais públicos?

Angelo Marcondes de Oliveira Neto angelomarcondes em gmail.com
Terça Maio 5 09:05:36 BRT 2009


Pessoalmente,

Acho que a nuvem chegou para ficar e ninguém tasca. Mas... como sempre
devemos seguir os principios filosóficos de segurança.

"Não devemos colocar todos os ovos na mesma cesta"

"Quem guardará os guardiões"

E meu predileto:

"Backups nunca são demais"

   Já que quando falamos em "cloud computing" é realmente fascinamente as
possibilidades que se abrem, mas temos sempre que nos salvarguardar de
problemas como a indisponibilidade dos dados, segurança e panes. Ainda mais
quando os dados são de suma importância.
   Agora, que estamos vivendo coisas impessáveis, antes da existência da
nuvem isso realmente é verdade.
   Agora quantidade de coisas que podemos fazer na nuvem é imensa e vai de
opções desde pessoais e até empresariais e também governamentais, como a
iniciativa que o Jean mencionou anteiormente.
   Quanto ao "pé atrás" do Paulinho, pessoalmente posso dizer que este "gov
cloud computing" atenderá mais a demanda de pequenos municípios, que terão
esta como única alternativa viável para a implementação de serviços deste
tipo na nuvem.

Abraços

Angelo Marcondes de Oliveira Neto.
Assessor de informática. - Câmara Municipal de Carneirinho.
www.cmcarneirinho.mg.gov.br  - uaigeek.blogspot.com
angelomarcondes em gmail.com - (34) 91414287 e 9978-5076
"Impossível manter-se quieto diante de uma discussão saudável!"


2009/5/5 Jean Rodrigo Ferri <jeanferri em interlegis.gov.br>

> Paulo Fernandes de Souza Jr. escreveu:
> > É isto aí Jean. As "nuvens" não são apenas um modelo de negócio, de
> software
> > como serviço. Mais do que isto, são um modelo tecnológico que permitem um
> > aproveitamento mas eficiente dos recursos existentes. A Oracle por
> exemplo,
> > quando da compra da SUN, disse que, ao contrário desta, não pretende
> entrar
> > no mercado de serviços da "nuvem", mas sim vender infraestrutura para
> esta
> > tecnologia. Outro exemplo é o projeto open source
> > Eucalyptus<http://open.eucalyptus.com/>,
> > que provê infra para
> >
> > Creio que  há muito espaço para as duas abordagens. Mas, por outro lado,
> > fico com o pé atrás quando se propõe criar mais uma  relação de
> dependência
> > entre governos municipais e o governo federal.
>
> Oi Paulinho,
>
> Realmente é necessário cautela nessa abordagem. Mas nesse caso que
> citei, a relação de dependência é opcional, somente para os municípios
> que não podem/querem arcar com os custos dessa infraestrutura. E pode
> ser revertido quando o município desejar. Sempre teremos como opção os
> sistemas distribuídos como software livre para quem quiser usá-los.
> Estes sistemas já são patrimônio da comunidade e ninguém tasca! ;-)
>
> Abraço,
>
> --
> Jean Ferri
> Programa Interlegis - Brasília (DF)
> *Esta mensagem foi enviada pelo software livre Mozilla Thunderbird*
> --
> Site da Comunidade GITEC
> http://colab.interlegis.gov.br
>
> Para pesquisar o histórico da lista visite:
> http://colab.interlegis.gov.br/wiki/PesquisaListas
>
> Para administrar sua conta visite:
> http://listas.interlegis.gov.br/mailman/listinfo/gitec
>
-------------- Próxima Parte ----------
Um anexo em HTML foi limpo...
URL: http://listas.interlegis.gov.br/pipermail/gitec/attachments/20090505/7f49a78a/attachment.htm 


More information about the GITEC mailing list