[gitec] RES: Gratuidade: MPF recomenda a órgãos públicos o uso do BrOffice

José Dantas Filho josedantas em interlegis.gov.br
Quinta Novembro 20 17:47:26 BRST 2008


É uma pena apenas a confusão entre livre e gratuito.
 
Mas é um bom argumento, considerando que 99% dos usuários de pacotes de escritório fazem pouco mais do que formatação não sofisticada de textos e planilhas básicas. So falta vencer a idéia que o usuário tem de que o padrão .doc é universal e só pode ser gerado pelo word ;-)
 
Aliás, aproveito para divulgar, para os que não conhecem, uma versão otimizada do openoffice chamada GoOO, com desempenho melhor que o original e maior compatibilidade com arquivos originais do MSOffice.
 
Pode ser encontrado em
 
http://go-oo.org/
 
JOSÉ DANTAS FILHO
Diretor da Subsec. de Planejamento e Fomento - SSPLF 
Secretaria Especial do Interlegis - SINTER 
Senado Federal 
Av. N-2 Anexo "E" 
70165-900 Brasília DF 
fone (61) 3311-2599 fax (61) 3311-2797 
 

  _____  

De: gitec-bounces em listas.interlegis.gov.br [mailto:gitec-bounces em listas.interlegis.gov.br] Em nome de PauloFernandes
Enviada em: quinta-feira, 20 de novembro de 2008 09:54
Para: Paulo Fernandes de Souza Jr; gitec em listas.interlegis.gov.br
Assunto: [gitec] Gratuidade: MPF recomenda a órgãos públicos o uso do BrOffice




 
 

Sent to you by PauloFernandes via Google Reader:

 
 

Gratuidade: MPF recomenda a órgãos públicos o uso do BrOffice <http://br-linux.org/2008/gratuidade-mpf-recomenda-a-orgaos-publicos-o-uso-do-broffice/> 

via BR-Linux.org by Augusto Campos on 11/20/08


Do NoticiasLinux: 

	O Ministério Público Federal na Paraíba (MPF) enviou recomendação para 42 órgãos públicos federais instalados na Paraíba, sugerindo a substituição do conjunto de aplicativos de escritório MS Office (pago), pelo BrOffice (gratuito). A recomendação foi assinada pelo procurador da República Roberto Moreira de Almeida.

	Na recomendação, o MPF argumenta que, se os órgãos públicos entenderem razoável, realizem a substituição dos programas pagos pelos gratuitos, em atenção aos princípios da economicidade e eficiência que devem ser adotados na administração pública. "Alguns órgãos e entidades públicas federais têm preferido onerar as suas receitas, pagando dispendiosas licenças aos proprietários de programas como o MS Office, quando se encontram disponíveis na rede mundial de computadores programas gratuitos denominados de softwares livres, tão eficientes quanto os pagos", considera o órgão ministerial. (via noticiaslinux.com.br <http://www.noticiaslinux.com.br/nl1226974675.html> )

Saiba mais <http://www.prpb.mpf.gov.br/atos/recomendacao/Recomendacao_BrOffice.pdf>  (prpb.mpf.gov.br).


 
 

Things you can do from here:


*	Subscribe to BR-Linux.org <http://www.google.com/reader/view/feed%2Fhttp%3A%2F%2Fbr-linux.org%2Flinux%2Fnode%2Ffeed?source=email>  using Google Reader 
*	Get started using Google Reader <http://www.google.com/reader/?source=email>  to easily keep up with all your favorite sites

 
 
-------------- Próxima Parte ----------
Um anexo em HTML foi limpo...
URL: http://listas.interlegis.gov.br/pipermail/gitec/attachments/20081120/478396ec/attachment.htm 


More information about the GITEC mailing list