[gitec] Proposição Eletrônica

Claudio Morale claudiomorale at interlegis.gov.br
Fri Jan 12 10:18:31 BRST 2007


Márcio, sobre a numeração existem pelo menos 3 aspectos a serem
considerados: a) assegurar a autoria da proposição - nesse caso quanto
mais cedo melhor; b) eliminar a possibilidade de se ter "buracos" na
numeração - nesse caso quanto mais tarde melhor; c) garantir a
eficiência do procedimento de numeração - nesse caso deve ficar a cargo
do sapl. Lá em Domingos Martins da Elma / Juliano utilizam um livro para
o registro da autoria como primeiro passo. O Parlamentar antes mesmo de
elaborar a proposição, ele vai lá no livro e faz o registro. Nesse
momento tem-se um número e um título. O número pode ser provisório para
a proposição. No momento do protocolo, aí sim, receberia uma numeração
definitiva e o sistema pode estabelecer uma relação com a numeração
inicial, até porque esta númeração inicial pode "morrer na praia" ou
seja, não ir adiante se o parlamentar não apresentar de fato a
proposição. Ou seja, acho q é preciso ouvir mais a comunidade ...
[]'s
Claudio Morale
SPDT/Interlegis

Em Sex, 2007-01-12 às 08:48 -0200, Fernando Ciciliati escreveu:
> Mestre Márcio!
> 
>        Tudo bem?
> 
>        Pois é, temos uma proposta de solução para isso, que envolve 
> modificação do SAPL.
> Mas gostaria de ler antes como a Comunidade tem resolvido essa questão. 
> Mais tarde reporto
> a solução.
> 
> []s,
> Ciciliati
> 
> 
> 
> Márcio Vilas Boas ha scritto:
> > Ciciliati e demais usuários de Proposição Eletrônica do SAPL,
> >
> > Quando se envia um proposição por meio externo, ela vai direto para o 
> > sistema. Certo?
> > Como a numeração é definida posteriormente no setor competente, ela 
> > vai sem numeração.
> > Como usamos arquivos .pdf não tem como editá-los e acontece que ficará 
> > no texto integral sem numeração.
> > Se darmos um número para o parlamentar, pode ser que ele desista de 
> > apresentar tal proposição e vai ficando "buracos" na numeração, além 
> > de não ser esta forma correta indicada no roteiro da ajuda.
> > Também quando o parlamentar imprime o texto para ser entregue ele 
> > estará sem numero e só poderemos colocar um número a mão, pois se 
> > alteramos o arquivo, a numeração do recibo é alterada, quebrando a 
> > segurança do envio.
> > O Morale sugeriu isto. Alguém tem outra sugestão? Como vcs estão 
> > procedendo?
> >
> > att,
> >
> > Márcio Vilas Boas
> > CM - Divinópolis - MG
> >
> 
> 



Mais detalhes sobre a lista de discussão Gitec