[Gitec] Sabores Linux

Paulo Fernandes de Souza Jr. paulofernandes em interlegis.gov.br
Quinta Maio 27 10:58:31 BRT 2004



Segue um texto divertido sobre os vários sabores do Linux.

Abraços,

Paulo Fernandes.



Quer saber as diferenças básicas entre as várias distribuições
GNU/Linux? Então vamos fazer uma brincadeira: escolha aqui a que mais
combina com a sua personalidade. Há opções para vários estilos." Este é
um texto bem-humorado e elucidativo de Alexandre Figueiredo.

Há diversas distribuições GNU/Linux no mundo, porém as mais conhecidas
são tão poucas que dá para contar nos dedos. O site DistroWatch mostra a
lista das distros mais usadas. 

Mas, afinal, como escolher? Como diria Roberto Carlos, são tantas
opções... Para resolver este impasse podemos fazer um brincadeira: um
teste psicológico no estilo das revistas femininas: escolha seu perfil e
veja qual a melhor distro para você.

Vamos aos perfis:

Antenado.Se você é do tipo que gosta de ter tudo atualizado em seu PC,
quer testar a versão de determinada aplicação que saiu ontem ou agora
pela manhã e não se importa de aguardar a compilação (passagem de código
fonte para aplicação utilizável), Gentoo é a sua distribuição.

Novato. Você é daquele tipo de pessoa que quer apenas conhecer como é o
sistema que tem o pingüim como mascote e dizer que achou bonitinho e
fácil de mexer, o Kurumin  é uma boa opção. Claro que essa distro pode
fazer muito mais do que isso, mas para quem nunca viu... Ah! Sem contar
que ela está toda em português do Brasil e roda diretamente do CD. Ou
seja, não precisa instalar. Gostou!? Agradeça ao Morimoto.

Turma do menor esforço. Se você gosta da facilidade do Windows, das
ferramentas de configuração gráfica e acha que prompt é para nerds e não
serve para nada, há três grandes opções: A distribuição alemã, SUSE, que
tem como dona atual a Novell; a distribuição Red Hat, que possui uma
subsidiária em São Paulo, ou sua versão comunitária Fedora Core; e a
Mandrake que saiu fortalecida de uma concordata na França. (Ah, prompt é
a interface baseada em linhas de comando, ou CLI. No GNU/Linux o padrão
é o BASH ou Bourn Again Shell; nos outros Unix, temos o KSH ou Korn
SHell e o CSH, conhecido com C Shell. Para os usuários Windows é o DOS
mesmo).

Nacionalista. Aquele que não gosta de usar nada que não venha na sua
língua local e que saiba que aqui temos arquivos e não ficheiros, mouse
e não rato, tem no Conectiva Linux a sua distro. A versão atual teve
correções apontadas por uma comunidade de nerds brasileiros em busca de
uma distro enxuta, rápida e estável.

Xiita. Você é radical quanto ao uso de aplicações que não sejam de livre
distribuição e não possuem o aval da GNU? Então você é forte candidato a
usar o Debian. É uma distro rápida e extremamente estável. Não possui a
última versão das aplicações e utilitários, mas a versão mais estável e
testada pela comunidade que o segue.

KISS. Não, não são os fãs da banda de rock. É a abreviação de “Keep It
Simple, Stupid”. Se você aprecia um GNU/Linux rodando enxuto, rápido e
estável, com a máquina em suas mãos, o Slackware é uma ótima opção. Para
configurá-lo, precisará usar o prompt e mexer nos arquivos de
configuração de cada ferramenta.

A idéia aqui é sanar as principais dúvidas sobre as características das
distribuições. É importante deixar claro que ressaltamos as qualidades e
os pontos que mais chamam a atenção dos usuários. É claro que as distros
aqui citadas podem fazer muito mais do que foi dito.

Há outras opções, mas aqui apresentamos as raízes da maioria delas. Por
exemplo: o Kurumin, derivou do Knopixx, que derivou do Debian. Possuem
características semelhantes, mas objetivos distintos.

Todas essas distribuições podem ser configuradas para fazer o papel de
um servidor. Você pode procurar na internet informações sobre como
configurá-las como um servidor de arquivos e impressão, proxy, firewall,
e-mail, web etc.

Se você deseja conhecer melhor cada uma delas, visite os respectivos
sites. Lembre que a comunidade brasileira é bem diversificada. Temos
usuários de todas essas distros e mais algumas, e é possível encontrar
sites dessas comunidades.

As versões mais atuais das distribuições citadas são:

. Gentoo 2004.1
. Kurumin 2.20
. SUSE 9
. Red Hat WS (Para o mercado corporativo e com suporte, valores em
dólares)
. Fedora Core 2
. Mandrake 10 Community
. Conectiva 10 RC1
. Debian 3
. Slackware 9.1

Todas essas distribuições podem ser atualizadas pela internet, usando
suas ferramentas próprias, como emerge, apt-get, up2date e swaret.

Autor: Alexandre Figueiredo
Fonte: Webinsider 




Mais detalhes sobre a lista de discussão Gitec