[gial] RES: Pela UNIÃO da Comunidade - BID

Iber Vasconcelos Jr. iber em camarabirigui.sp.gov.br
Segunda Maio 3 10:20:26 BRT 2010


Kelly;

 

Pelo contrário minha cara, você foi extremamente didática e eu é que tenho a
agradecer pela luz que você lançou sobre a questão. O que me parece ocorrer
é ilustração viva do chavão “não conseguir entender é uma coisa, não querer
entender é outra.”

 

Abraços;

 

Iber

 

De: gial-bounces em listas.interlegis.gov.br
[mailto:gial-bounces em listas.interlegis.gov.br] Em nome de Kelly Soares
Enviada: Monday, May 03, 2010 9:59 AM
Para: Grupo Interlegis de Assessoria Legislativa
Assunto: Re: [gial] RES: Pela UNIÃO da Comunidade - BID

 

Iber, 

Obrigada por essa intervenção. É exatamente o que venho tentando fazer o
professor entender, mas, acho que não fui muito didática! Talvez você tenha
mais sucesso que eu!

Um abraço

Kelly Cristina O. Soares 




> From: iber em camarabirigui.sp.gov.br
> To: gial em listas.interlegis.gov.br
> Date: Mon, 3 May 2010 09:53:54 -0300
> Subject: Re: [gial] RES: Pela UNIÃO da Comunidade - BID
> 
> Caro professor;
> 
> Qual parte da frase "Esta lista será utilizada para suporte e troca de
> informações sobre questões vinculadas ao processo legislativo ou
assessoria
> legislativa em geral" (Texto retirado pa página principal da lista de
> discussão do GIAL. - Cito Caleb) o senhor ainda não conseguiu entender?
> 
> Se há questionamentos, faça-os. Se há providências à serem tomadas,
tome-as.
> Sugiro mesmo que o senhor se dirija ao BID e questione os critérios
adotados
> por aquela instituição. O que a grande maioria dos membros desta
comunidade
> vêm repetindo é que este não é o local adequado para o tipo de debate
> suscitado pelo senhor. Não creio que o senhor vá a uma farmácia, peça
carne
> moída e, não encontrando, reclame. Ou ainda que vá a um consultório médico
> em busca de informações sobre economia e, não encontrando, questione a
> capacidade do médico. Não estou dizendo que os questionamentos
apresentados
> não devam ser apresentados. Estou dizendo que devem ser apresentados no
> local correto, à pessoa certa. Caso esse local inexista (por suposição,
uma
> lista sobre gestão pública), sugira a criação do mesmo, apresentando seus
> argumentos - que tenho certeza serem válidos - sobre a questão. Não creio
> que seus alunos façam ao senhor questionamentos que não digam respeito ao
> escopo do curso no qual o senhor leciona. Seria o equivalente a estar em
> sala durante uma aula de filosofia e questionar o mestre sobre um tema de
> biologia. Um desrrespeito com o mestre e com os colegas de sala.
> 
> 
> Iber Vasconcelos Jr.
> Gestor de Informática
> Câmara Municipal de Birigüi - SP
> (018) 3649-3000 r. 127
> 
> 
> 
> -----Mensagem original-----
> De: gial-bounces em listas.interlegis.gov.br
> [mailto:gial-bounces em listas.interlegis.gov.br] Em nome de Prof. Dr.
Marcelo
> Arno Nerling
> Enviada: Saturday, May 01, 2010 11:58 AM
> Para: gial em listas.interlegis.gov.br
> Assunto: Re: [gial] RES: Pela UNIÃO da Comunidade - BID
> 
> Nós lemos, e por não estarmos satisfeitos, reiteramos informações 
> complementares e a crítica. 
> (http://idbdocs.iadb.org/wsdocs/getdocument.aspx?docnum=976993)
> Inclusive mandei um email pedindo informaçoes complementares à 
> Servidora (SCCO - Serviço de Contratos e Convênios; Chefe: Noemia 
> Gomes dos Santos; noemiasantos em interlegis.gov.br) e já se foram 15 
> dias e nada. O silencio lá, como cá, é regra, é segredo.
> Quando perguntamos, nos mandam fazer o que é da competencia do SINTER 
> fazer, por força das cláusulas pétreas da nossa amada Constituição da 
> República. E nos mandam cuidar das nossas instituições...
> Vou destacar apenas alguns pontos. E por isso estou preocupado em 
> entender como o BID financia e refinancia projetos sem um rígido 
> controle. Esse caso é emblemático e me assusta ver a postura do BID.
> A práxis dos burocratas e tecnocratas do Senado tem sido 
> midiaticamente explorada e nada há que se acrescentar quanto a 
> necessidade de mudança de postura e de processos, que se fará pela 
> modernização do legislativo, a começar pelo Senado que destaca 
> servidores para ensinar aos outros entes.
> Vejamos:
> 'The total cost of phase one of the program (2007?2009)(?) is estimated to
> be
> US$32.2 million, and phase two will be US$32.2 million, of which the Bank
> will
> finance: (i) phase one: US$16.1 million; and (ii) phase two: US$16.1 
> million, as
> shown in the following table. The two phases together total US$64.4 
> million. The
> program?s execution period is estimated at five years (phase one, 
> three years)'.
> 'Program monitoring and evaluation will look at the targets and indicators
> for
> progress and success defined jointly with the InterLegis program 
> authorities, which are specified in the program?s Logical Framework, 
> attached as Annex I (Ver).SINTER (?) will be responsible for 
> monitoring each component and for general program oversight, based on 
> the program execution plan, outlining plans for the entire operation, 
> the AWPs to be drafted, and subsequent legislative censuses two, two 
> years'. (?)
> 'Creation of the project office'. (?)
> Destaquei alguns ítens e vejo, a partir deles, o quanto esses 
> elementos foram depositados no acordo com o BID e não foram 
> implementados pelo Órgão do Senado responsável. Ninguém foi 
> responsabilizado. A responsabilidade no monitoramento é dos diretores 
> e corpo diretivo do SINTER Interlegis.
> Vamos ajudando a olhar, como uma contribuição da Unversidade Pública, 
> ao programa de modernização do legislativo.
> Att.
> -- 
> Prof. Dr. Marcelo Arno Nerling
> Curso de Gestão de Políticas Públicas
> Escola de Artes, Ciências e Humanidades
> Universidade de São Paulo - USP
> 
> 
> Citando Robison Gonçalves de Castro <RGCASTRO em senado.gov.br>:
> 
> > Bom dia,
> >
> > O projeto existe e stá disponível na página do BID, como já citei 
> > aqui, faz dois anos. Alguém leu ? Porque se fazem insinuações sem 
> > ler o que já está disponível?
> >
> > Lá se expolica, já faz dois anos, como os municípios do projeto são 
> > escolhidos ? Alguém leu? Informação disponível faz 2 anos...
> >
> > A administração anterior a nossa quando fez o PPM não obedeceu a 
> > estes critérios. Alguém citou isso? Alguém sabia?
> >
> > Cobrem, como é de direito, mas leiam antes os documentos que estão 
> > na Internet.
> >
> > E antes de cobrearm, façam também ainstituição de vcs ter a 
> > tranasparência que pedem.
> >
> > E o silêncio se devia, como noticiei aqui, por eu estar em Ribeirão 
> > Preto, na USP, dando uma palestra acerca do Interlegis, onde 
> > expliquei tudo isto, trans,itida pela TV USP, mas que ninguém aqui 
> > se interessou em assistir.
> >
> > Porque perguntam o que já está respondido? Porque não assistirma à
> palestra?
> >
> > Teve um cidadão aqui que quis nos relacionar com o censo e com a 
> > diligência que faz o TCU. Isso ocorreu a cinco anos atrás, com 
> > outras pessoas, que alguns aqui até elogiam, surpreendentemente. 
> > Vocês cobraram naquele momento? Tomaram alguma providência? Não. Ma 
> > s agora que trabalhamos a sério vem um cidadão querendo relacionar 
> > atos da turma que andou por aqui e foi para as páginas policias 
> > conosco.
> >
> > Então não respondi antes porque estava na Universiadde onde vcs 
> > estudam respondendo ao que perguntam aqui, anunciei isto antes, mas 
> > ningu8ém se importou em assisitir, exceto aqueles que querem nos 
> > auxiliar com o projeto. Pois o convênio com a USP já é fatop e um 
> > plano de trabalho conjunto já está sendo gestado, com a participação 
> > de mais de uma dezena de professores desta instiuição, apenas para 
> > começar. Foi publicado no DFiário Oficial da União e no site da USP. 
> > Alguém leu? Alguém daí percebeu que isto aconteceu? SE interessou 
> > em participar?
> >
> > Jataí é em GO, professor, como estava na notícia que repassei. não 
> > em Goiás como escreveu e já é o quinto, não o primeiro, município a 
> > receber a equipe de diagnóstico. Mas vc nmão leu a notícia inteira 
> > antes de começar com sua habitual catilinária.
> >
> > Então não há silêncio, há falta de leitura, de pesquisa, do bom 
> > hábito de ir atrás da informação disponível. Há o mal hábito de 
> > falar sobre o que não se lê.
> >
> > E com essa resposta eu me despeço desta comunidade. Aos membros dela 
> > que tem vontade de contribuir, estarei a dispor em meu e-mail, para 
> > responsder a quaisquer questões. Ao esquadrão da suspeita embasada 
> > na falta de leitura, eu digo o seguinte: vão ler. Vão estudar. Parem 
> > de perguntar o que já está disponível na Internet faz alguns anos. 
> > Porque isso é uma conduta que certamente não se coaduna com os 
> > objetivos que defendem publicamente buscar.
> >
> >
> > ________________________________
> >
> > De: gial-bounces em listas.interlegis.gov.br em nome de ale-elias em usp.br
> > Enviada: sáb 1/5/2010 00:45
> > Para: Grupo Interlegis de Assessoria Legislativa; Hélio Teixeira
> > Assunto: Re: [gial] Pela UNIÃO da Comunidade
> >
> >
> >
> > Caro Hélio,
> >
> > As dificuldades apontadas na mensagem, citada abaixo, dizem respeito a
> > minha mensagem (Alexandre Elias). Esse é o Alexandre Lima. Da pra
> > confundir mesmo.
> > Mas aproveitando o ensejo que se crie então esse canal e que ele de
> > fato disponibilize as informações necessárias. Quanto a minha pergunta
> > no outro tema da discussão,se existe um projeto?, ainda não obtive
> > resposta e dado o silêncio creio que realmente não há, pelo menos nos
> > moldes que eu descrevi. Mesmo a exposição de um esboço, a essa altura,
> > já me parece distante.
> > Vivemos hoje, experiências de processos de transparência louváveis, o
> > CADE - Conselho Adm. de Defesa Econômica é um exemplo, pois
> > disponibiliza a todos suas importantes decisões com reuniões a portas
> > abertas, bem como o nosso Supremo Tribunal Federal. Com essa nova
> > proposição do canal de comunicação, quero acreditar que possamos
> > seguir no mesmo caminho.
> > Veja, não estou aqui para julgar competências, o contexto das
> > dificuldades na vivência prática não é facilmente tangível a distância.
> > Se não existe um projeto aprofundado que se diga ou pelo menos um
> > "estamos trabalhando nisso" já seria alguma coisa.
> > No entanto, me parece que chegamos a um triste impasse. Nada de novo
> > surge, nem superficialmente, à respeito dos dados da gestão.
> > E devem estar se perguntando. O que esse pessoal entende de orçamento
> > e gestão? O que eles querem afinal se metendo por aqui? Por que toda
> > essa pressão? Damos a mão e querem o braço? Não vamos responder mais
> > nada pra ver se os chatos vão embora. Quem teve a infeliz idéia de
> > abrir esse canal aos estudantes?
> >
> > A impressão que da é essa.
> >
> > Saudações,
> > Alexandre Elias
> > Aluno de Gestão de Políticas Públicas pela Universidade de São Paulo e
> > servidor público de carreira da Agência Nacional de Telecomunicações.
> > Citando Hélio Teixeira <heliolteixeira em gmail.com>:
> >
> >> Oi Alexandre
> >>
> >> Longe de mim querer frear as inquietudes. Aliás eu mesmo sou dos
> >> mais inquietos.
> >>
> >> O que estou pedindo é o fim dos ataques pessoais.
> >>
> >> Não sei se você acompanhou, mas teve alguns momentos que a coisa
> >> partiu para o campo pessoal. E como eu disse, quando a coisa descamba
> >> para esse lado, não se consegue mais nenhum diálogo minimamente
> >> construtivo. Todos ficam na defensiva e a discussão fica improdutiva.
> >>
> >> Só pedi para que o bom senso e o respeito voltem a conduzir os 
> >> nosso debates.
> >>
> >> E mais, estou sugerindo a criação de espaço (que poderia ser no Portal
> >> Interlegis) onde o próprio Interlegis disponibilize todas as
> >> informações solicitadas pelo professor Marcelo. Claro que levando em
> >> consideração todas as dificuldades já apontadas por você em sua
> >> mensagem.
> >>
> >> Assim, não ficaremos discutindo em cima de suposições e insinuações
> >> que não constroem nada.
> >>
> >> E mais, como você já deve ter percebido, as pessoas da lista (pelo
> >> menos uma parte considerável dos mais ativos) entendem que esse não é
> >> o espaço para realizar esse tipo de discussão.
> >>
> >> O importante, para mim, é que esse clima de insinuações acabe de uma
> >> vez por todas. Assim, acredito que se as informações forem postadas em
> >> uma lugar específico de uma forma acessível e de fácil entendimento,
> >> todos estariam contemplados.
> >>
> >> Uma coisa eu tenho certeza: não acredito que a gente possa construir
> >> nada nesse clima.
> >>
> >> Grande abraço
> >>
> >> Hélio Teixeira
> >>
> >> Em 30 de abril de 2010 16:31, <ale.felipe em usp.br> escreveu:
> >>> Helio, a união que você prega no email mais parece uma forma de tentar
> >>> frear as inquietudes do que propriamente enriquecer o debate.
> >>>
> >>> A maioria das mensagens que criaram, essa dita desunião, partiu do
> >>> prof. Marcelo N. mas nunca como uma forma de agressão direta ou
> >>> pessoal. As provocações são no campo da publicidade dos atos e muito
> >>> mais como uma forma de auxílio do que crítica descabida.
> >>>
> >>> Acompanho a pouco tempo a lista, mas vejo que o Robinson
> >>> frequentemente participa do debate e ele - como a maioria de nós não
> >>> gosta de ser questionado, de ter as suas decisões discutidas de forma
> >>> aberta, principalmente como diretor. Mas essas são as dores e as
> >>> delícias de quem ocupa um cargo importante e de responsabilidade,
> >>> ainda mais no setor público.
> >>>
> >>> Não duvido que existam provas, documentos e indicadores que aliçercam
> >>> a escolha dos Municípios para participar do Interlegis, afinal estamos
> >>> falando de um valor de 32 milhões de dólares nessa segunda fase do
> >>> Projeto e também pelo fato de o Interlegis estar sob atenção próxima
> >>> do TCU (vide http://migre.me/AQQd), não é verdade?
> >>>
> >>> Alexandre Lima
> >>> Graduando de Gestão de Políticas Públicas
> >>>
> >>>
> >>>
> >>> Citando Hélio Teixeira <heliolteixeira em gmail.com>:
> >>>
> >>>> Prezados companheiros de lista
> >>>>
> >>>> Gostaria de convidá-los a uma reflexão sobre as últimas discussões
> >>>> travadas aqui na lista GIAL. Não acredito que seja possível construir
> >>>> algo dentro do clima que foi gerado. Da forma como as coisas estão
> >>>> fica muito difícil para lista continuar produzindo aquilo que ela
deve
> >>>> produzir: boas e edificantes discussões.
> >>>>
> >>>> É preciso retomar, ao menos, o caminho do respeito à opinião alheia e
> >>>> NUNCA, NUNCA MESMO deixar a discussão descambar para o nível pessoal.
> >>>> Quando a situação chega ao nível que chegou, até aquelas
contribuições
> >>>> mais legítimas e oportunas são questionadas. Quando a situação chega
> >>>> ao nível que chegou somos incapazes até de reconhecer o mérito no
> >>>> outro, por mais evidente que esse mérito se apresente, mesmo assim
> >>>> preferimos ignorá-lo e supervalorizar aquilo que consideramos errado.
> >>>>
> >>>> É necessário que todos nós entendamos que estamos no mesmo barco, e
> >>>> que precisamos sempre buscar o entendimento em prol da nossa causa.
Se
> >>>> com o diálogo respeitoso a nossa missão já é difícil, imaginem com o
> >>>> clima de ataques, ironias e insinuações nada amistosas com o qual
> >>>> estamos convivendo aqui...
> >>>>
> >>>> É preciso reconhecer que todos têm a sua "razão". Todos têm os seus
> >>>> "argumentos". E todos têm a sua visão sobre o que é "certo e
> >>>> errado"...
> >>>>
> >>>> Dessa maneira, acredito que não podemos deixar de reconhecer as
> >>>> virtudes da nova Direção do Interlegis, personificada aqui na pessoa
> >>>> do Róbison. Sem fazer nenhuma comparação com os seus predecessores,
> >>>> acredito que ele tenha sido a pessoa mais aberta e participativa nas
> >>>> discussões das nossas comunidades do que qualquer outro.
> >>>>
> >>>> Fazendo uma análise muito fria, acredito que mesmo levando em
> >>>> consideração o pouco tempo que ele está no Interlegis, o Róbison
> >>>> sozinho já postou mais mensagens nos nossos fóruns de discussão do
que
> >>>> todos os seus predecessores juntos em toda a História do Programa.
> >>>>
> >>>> Com exceção do Petrônio e do Dantas participantes ativos das nossas
> >>>> Comunidade. Se formos fazer uma busca nos arquivos do Gitec vamos ver
> >>>> que muitos diretores do Interlegis conseguiram passar 2, 3, 4, 5 anos
> >>>> sem sequer ter se cadastrado em qualquer uma das nossas listas. Dessa
> >>>> maneira, mesmo com todas as naturais deficiências e dificuldades, não
> >>>> há como reconhecer que as coisas estão evoluindo.
> >>>>
> >>>> Não podemos também deixar de citar a genialidade da companheira Kelly
> >>>> Soares. Uma das pessoas mais brilhantes, inteligentes e equilibradas
> >>>> que já conheci em toda a minha vida. Sua postura correta e lúcida
> >>>> mesmo nos momentos de maior tensão, devem servir de exemplo para
> >>>> todos nós.
> >>>>
> >>>> A Kelly é uma daquelas pessoas com quem sempre aprendemos algo novo
em
> >>>> cada uma das suas intervenções. É o tipo de pessoa que toda a lista
de
> >>>> discussão deve ter. Justamente por isso suas palavras e intervenções
> >>>> nunca podem ser ignoradas pelo grupo. Como diria um antigo professor:
> >>>> "quando esse tipo de pessoa fala, sempre devemos parar para
aprender!"
> >>>>
> >>>> Por outro lado não podemos deixar de reconhecer a importância do
> >>>> professor Marcelo Nerling para a nossa Comunidade. A sua valorosa
> >>>> contribuição foi decisiva para o crescimento do próprio GIAL. Suas
> >>>> intervenções são extremamente valiosas e devem, com toda justiça, ser
> >>>> reconhecidas pelo grupo. Mesmo após as notórias divergências já
> >>>> externadas pelo grupo quanto a forma e o timing com que ele fez
> >>>> algumas das suas cobranças, acredito que todos devem reconhecer o seu
> >>>> valor e evitar uma desnecessária e pouco produtiva "demonização" da
> >>>> sua pessoa.
> >>>>
> >>>> Dito isso gostaria de fazer uma sugestão:
> >>>>
> >>>> Quando da discussão da Política de Comunicação do Interlegis
> >>>> poderíamos discutir a criação de um espaço onde todos os interessados
> >>>> possam ter acesso às informações sobre a execução das ações do
> >>>> Programa. Um espaço onde além de acessar as informações, as pessoas
> >>>> possam tirar dúvidas sobre todos os dados ali disponíveis.
> >>>>
> >>>> Para concluir, gostaria de fazer um apela à UNIÃO do Grupo e que
> >>>> possamos deixar para trás as nossas desavenças e todas as nossas
> >>>> diferenças e pensar no fortalecimento do Interlegis.
> >>>>
> >>>> Um grande abraço
> >>>>
> >>>> Hélio Teixeira
> >>>> --
> >>>> Site da Comunidade GIAL
> >>>> http://colab.interlegis.gov.br <http://colab.interlegis.gov.br/>
> >>>>
> >>>> Para pesquisar o histórico da lista visite:
> >>>> http://colab.interlegis.gov.br/wiki/PesquisaListas
> >>>>
> >>>> Para administrar sua conta visite:
> >>>> http://listas.interlegis.gov.br/mailman/listinfo/gial
> >>>>
> >>>
> >>>
> >>>
> >>> --
> >>> Site da Comunidade GIAL
> >>> http://colab.interlegis.gov.br <http://colab.interlegis.gov.br/>
> >>>
> >>> Para pesquisar o histórico da lista visite:
> >>> http://colab.interlegis.gov.br/wiki/PesquisaListas
> >>>
> >>> Para administrar sua conta visite:
> >>> http://listas.interlegis.gov.br/mailman/listinfo/gial
> >>>
> >>
> >>
> >>
> >> --
> >> Hélio Teixeira
> >> http://novodialogo.com.br/
> >> http://ComunicacaoChapaBranca.com.br
> <http://comunicacaochapabranca.com.br/>
> >> Twitter: http://twitter.com/helioteixeira ou
> >> http://twitter.com/chapabranca
> >> --
> >> Site da Comunidade GIAL
> >> http://colab.interlegis.gov.br <http://colab.interlegis.gov.br/>
> >>
> >> Para pesquisar o histórico da lista visite:
> >> http://colab.interlegis.gov.br/wiki/PesquisaListas
> >>
> >> Para administrar sua conta visite:
> >> http://listas.interlegis.gov.br/mailman/listinfo/gial
> >>
> >
> >
> >
> > --
> > Site da Comunidade GIAL
> > http://colab.interlegis.gov.br <http://colab.interlegis.gov.br/>
> >
> > Para pesquisar o histórico da lista visite:
> > http://colab.interlegis.gov.br/wiki/PesquisaListas
> >
> > Para administrar sua conta visite:
> > http://listas.interlegis.gov.br/mailman/listinfo/gial
> >
> >
> >
> 
> 
> 
> -- 
> Site da Comunidade GIAL
> http://colab.interlegis.gov.br
> 
> Para pesquisar o histórico da lista visite:
> http://colab.interlegis.gov.br/wiki/PesquisaListas
> 
> Para administrar sua conta visite:
> http://listas.interlegis.gov.br/mailman/listinfo/gial
> 
> 
> 
> -- 
> Site da Comunidade GIAL
> http://colab.interlegis.gov.br
> 
> Para pesquisar o histórico da lista visite:
> http://colab.interlegis.gov.br/wiki/PesquisaListas
> 
> Para administrar sua conta visite:
> http://listas.interlegis.gov.br/mailman/listinfo/gial

  _____  

Cansado de entrar em todas as suas diferentes contas de email? Veja como
juntar todas
<http://www.windowslive.com.br/public/tip.aspx/view/16?product=1&ocid=Hotmai
l:MSN:Hotmail:Tagline:1x1:semLinha> 

-------------- Próxima Parte ----------
Um anexo em HTML foi limpo...
URL: <http://listas.interlegis.gov.br/pipermail/gial/attachments/20100503/d794d183/attachment.html>


Mais detalhes sobre a lista de discussão GIAL