[gial] Fiscalização da democracia moderna

rafaela.gomes em usp.br rafaela.gomes em usp.br
Quarta Junho 9 00:30:26 BRT 2010




Fiscalização da democracia moderna


Nos últimos anos, várias transformações tangenciaram a redefinição do  
papel do Estado e das atividades relacionadas diretamente pelo Poder  
Público: descentralização, necessidade de diminuir custos, aumento do  
papel regulatório, privatização de empresas e terceirização de  
serviços; ter mais flexibilidade e agilidade. Neste bojo, as  
empoeiradas relações do Estado com a sociedade se corrompem; no  
sentido estrito da palavra. Finalmente este sistema vê-se em cheque  
com a ruptura que os sistemas de informações e a socialização de  
conteúdos através das redes que um novo modelo impõe. O líder do  
Partido Conservador Britânico, David Cameron, diz, em palestra no  
Tedtalks, "Estamos entrando em uma nova era, onde os governos terão  
menos poder e menos dinheiro em que as pessoas, com a ajuda dos  
sistemas de informações desempenharão maior controle sobre os  
governos, ocorrendo inevitavelmente, uma inversão destes".
  	Tratar do controle das contas públicas implica em questionar o  
papel do TCU e, em linha direta, a própria eficiência do Estado:  
Alguns poderiam perguntar: - O que garante ao cidadão que o Governo  
Federal esteja desempenhando suas funções de forma adequada e regular?  
A preocupação com a transparência e a correta utilização dos recursos  
públicos tem caminhado de forma muito significativa. Muitas formas de  
informação entre sites, blogs e listas públicas surgiram nos últimos  
anos, mas temos a consciência de que não é a maioria da população que  
tem acesso a isso, embora este grupo tenha papel decisivo na eleição.  
Nesta era, vários mecanismos de controle e interação social estão  
pipocando nesta onda de transparência. Por exemplo, o e-Democracia é  
um desses portais. O objetivo é promover a discussão e a interação do  
conhecimento no processo de elaboração de políticas públicas e  
projetos de lei de interesse nacional. A modernidade de um povo cuja  
estrutura se pauta num estado de direito, passa inevitavelmente pela  
modernização da comunicação pública, que sempre estará em consonância  
com a maturidade e os anseios da nação.






Alexandre Murilo Garcia de Almeida - Bacharelando em Gestão de  
Políticas Públicas USP
Rafaela Amorim Gomes - Bacharelando em Lazer e Turismo USP




Mais detalhes sobre a lista de discussão GIAL