[gial] [gitec] Usando o Portal Modelo

Hélio Teixeira heliolteixeira em gmail.com
Quinta Fevereiro 4 14:03:16 BRST 2010


Jean e ALL

Aproveitando o seu comentário quero fazer algumas considerações.
Antes, quero dizer que já conversei com o Ivan e ficou muito claro
para mim que ele entendeu o sentido das minha palavras. Confesso que a
minha conversa com ele e a sua reação aos meus argumentos, não me
surpreenderam, pois além de muito competente, o Ivan tem uma
inteligência privilegiada. Portanto, para mim esse é um assunto já
encerrado.

Voltando ao assunto, gostaria de me dirigir ao restante do grupo para
fazer e fazermos algumas reflexões:

A minha posição é muito clara: Os gestores de conteúdo dos portais
públicos brasileiros precisam acordar para a nova realidade midiática
que aí esta.

Nossos portais públicos são excelentes ferramentas para uma era que já
não existe mais, a Era do Monólogo. Uma era marcada pela comunicação
ditatorial onde os produtores midiáticos tinham um poder absoluto
sobre quase tudo. Um era marcada pela escassez na oferta de conteúdo
midiático. Uma era onde a informação era tratada como um produto
pronto e acabado. Uma verdade absoluta. O que o Cid Moreira lia às 8
da noite no Jornal Nacional era 'A VERDADE', a única e verdadeira
versão...

Como todos já sabem a realidade hoje é completamente distinta. Não se
concebe mais criar e/ou gerir qualquer ferramenta de comunicação (quer
seja um sítio eletrônico, um jornal, uma revista...) apenas como um
mero "entregador de informações" prontas e acabadas. É preciso
estabelecer um DIÁLOGO COLABORATIVO (o que vai muito além do chamado
'DIÁLOGO PARTICIPATIVO', ideologia dominante no serviço público atual)
com os públicos da instituição (ou o target do portal). Não basta
apenas aumentar a participação é preciso criar um ambiente de
colaboração. Ou como costumo dizer, um AMBIENTE DE CO-CRIAÇÃO". Só
assim, seremos percebidos como relevantes aos olhos e mentes dos
usuários da ferramenta e por conseguinte, conseguiremos o tão sonhado
ENGAJAMENTO dos nosso públicos.

O que era valor agregado há bem pouco tempo atrás (por exemplo ter um
sítio na internet) hoje é apenas obrigação. Não basta apenas dizer "a
minha Casa Legislativa tem um Portal Modelo instalado e funcionando
perfeitamente no endereço tal..." Isso não é mais suficiente. É apenas
a obrigação.

É preciso entender que as ferramentas digitais de comunicação precisam
estar inseridas em um proposta maior que eu chamo de UM NOVO
ECOSSISTEMA DE RELACIONAMENTO E ENTREGA DE SERVIÇOS E PRODUTOS. É
preciso ter uma visão sistêmica dos processos de comunicação e
relacionamento. Sair do modelo TRANSACIONAL para o que eu chamo de
MODELO REAL (que alguns estudiosos chamam de MODELO SOCIAL). Onde
trocamos transações pontuais e oportunísticas pelo cultivo de
relacionamentos colaborativos transparentes e duradouros.

Nossos portais públicos estão na pré-história da era digital. São
ferramentas excessivamente centradas no conteúdo quando deveriam estar
centradas nos seus usuários (Jacob Nielsen já fala nisso há quase duas
décadas!!!).

Portanto, antes mesmo de criar o Portal é preciso ter respostas para
algumas questões básicas: Qual o papel do Portal em nossa estratégia
de comunicação e relacionamento com os nossos públicos? Quais as
funcionalidades e serviços devo disponibilizar no Portal para alcançar
os objetivos de comunicação e relacionamento com os nossos públicos?
Quais métricas vamos utilizar para aferir o sucesso do Portal? Quais
processos e rotinas devo criar e/ou alterar para dar suporte ao
Portal? Enfim, é preciso pensar antes de agir.

Para concluir, reafirmo o que disse durante a minha palestra. Em
algumas situações (de exceção é claro) é melhor não ter um Portal do
que ter um que denigra a imagem da Casa e dos seus servidores. Por
exemplo, uma ferramenta que não esteja à serviço do interesse público
e seja percebida como um veículo de promoção pessoal dos seus
gestores, não só não ajuda em nada, como é absolutamente
CONTRAPRODUCENTE. É um verdadeiro tiro no pé!

Um grande abraço a todos

-- 
Hélio Teixeira
http://ComunicacaoChapaBranca.com.br
Twitter: http://twitter.com/helioteixeira ou
http://twitter.com/chapabranca






Em 3 de fevereiro de 2010 12:28, Jean Rodrigo Ferri
<jeanferri em interlegis.gov.br> escreveu:
> Ivan Lucio Garcia escreveu:
>> Vejam os senhores.
>>
>> Uma câmara pequena, com apenas uma funcionaria, utilizando do Portal
>> Modelo para divulgar sua pacata cidade.
>>
>> Mesmo nao tendo o SAPL ela esta adicionando todas LEIS em pastas no
>> proprio portal.
>>
>> confira www.cmcruzmaltina.pr.gov.br clique no link legislação.
>>
>> Sera que realmente "é melhor nao ter" o portal modelo em uma pequena casa.
>
> Parabéns novamente Ivan, seu trabalho tem sido muito importante,
> ajudando pequenas CMs a se modernizar...
>
> Na minha opinião, é melhor ter presença na Internet do que não ter, é
> melhor ter uma forma de contato na Internet do que não ter, é melhor ter
> algumas informações na Internet do que nenhuma.
>
> O que o Hélio se referiu, pelo menos assim eu entendi, é que precisamos
> evoluir como pensamos a presença na web de agora em diante. Mas eu não
> acho que isso signifique que se hoje não temos a total capacidade para a
> participação cidadã, não devamos nem iniciar um projeto de presença na
> Internet. Estamos evoluindo e chegaremos lá, mas uma coisa não
> inviabiliza a outra...
>
> A propósito, o vídeo da palestra do Hélio já está no Vimeo:
> http://vimeo.com/8911944 . Ainda estamos subindo os demais vídeos mas
> infelizmente o Vimeo só permite 500MB por semana. Para download já temos
> todos eles em:
>
> http://ftp.interlegis.gov.br/interlegis/video/II_Encontro_GITEC/
>
> Abraço,
>
> --
> Jean Ferri
> Analista de Sistemas
> Interlegis - Brasília (DF)
> --
> Site da Comunidade GITEC
> http://colab.interlegis.gov.br
>
> Para pesquisar o histórico da lista visite:
> http://colab.interlegis.gov.br/wiki/PesquisaListas
>
> Para administrar sua conta visite:
> http://listas.interlegis.gov.br/mailman/listinfo/gitec
>



-- 
Hélio Teixeira
http://ComunicacaoChapaBranca.com.br
Twitter: http://twitter.com/helioteixeira ou
http://twitter.com/chapabranca



Mais detalhes sobre a lista de discussão GIAL