[gial] A livre manifestação do pensamento parlamentar

Hélio Teixeira heliolteixeira em gmail.com
Segunda Setembro 28 16:32:38 BRT 2009


Pessoal,

Dias atrás, recebemos, lá no Chapa, o seguinte questionamento:

"Caros amigos, estamos aqui na Câmara Municipal de Fortaleza em uma discussão:

O uso ou não de imagens e vídeos durante os pronunciamentos. O assunto
entrou em cena depois que um dos vereadores apresentou durante o seu
pronunciamento um vídeo com a opinião de diversas pessoas. O resultado
foi que muitos vereadores se sentiram atingidos e passaram a
questionar o método. Gostaria de ver o assunto abordado aqui na Chapa
Branca. Pode um parlamentar usar imagens editadas e com indução de
leitura, ou um vídeo que pouco ou nada tem de imparcial (afinal não é
um principio do parlamento ser imparcial)?" (Pergunta enviada por
Edvaldo Filho, de Fortaleza-CE)

Para nos ajudar a responder ao questionamento do Edvaldo, o Chapa
procurou um dos maiores especialistas brasileiros no assunto, o Dr.
Marcelo Arno Nerling, professor do Curso de Gestão de Políticas
Públicas e da Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade
de São Paulo - USP, que atendeu o nosso pedido e nos enviou a seguinte
resposta:

Veja a resposta no endereço: http://comunicacaochapabranca.com.br/?p=8508

E participem da discussão comentando e dando a sua opinião.

Grande abraço
-- 
Hélio Teixeira
Acesse o http://ComunicacaoChapaBranca.com.br
Twitter:http://twitter.com/helioteixeira
Twitter2: http://twitter.com/chapabranca



Mais detalhes sobre a lista de discussão GIAL