[gial] PESQUISA: "A interferência dos gestores públicos no trabalho das assessorias de comunicação".

Hélio Leite Teixeira heliolteixeira em gmail.com
Segunda Março 30 16:55:10 BRT 2009


Pessoal,

Aqueles quem acompanham o Chapa Branca já conhecem a seção Assim
Não!!!. Infelizmente, o quadro retratado pela seção é a realidade de
muitas instituições públicas brasileiras. Os gestores utilizam
dinheiro do povo para se promoverem através de canais de comunicação
que deveriam ser um canal de COMUNICAÇÃO (e não de informação) com a
sociedade. Aliás, os pesquisadores na área de comunicação pública
apesar de não definirem um conceito concordam que a base da
comunicação pública é o interesse público alicerçado num debate que se
dá na esfera pública entre o Estado, governo e sociedade.

Mas por qual motivo ainda assistimos a essas barbaridades pelo imenso
Brasil? Acredito que em primeiro lugar há a falta de consciência não
só dos gestores das instituições como também dos jornalistas. Na maior
parte do setor público a comunicação é terceirizada ou confiada a um
cargo comissionado em troca de favores políticos. Concurso público
para a área de comunicação é praticamente escasso no País. Afinal, é
melhor ter poder sobre alguém a quem se possa demitir ou exonerar a
qualquer descontentamento.

Mas mesmo os concursados ainda temem desafiar os gestores a favor de
uma comunicação realmente de interesse público. Os que se encontram em
estágio probatório enfrentam esse problema de uma forma bem mais
drástica. Já os comunicadores efetivos temem perseguições e se
contentam com o salário no final do mês e a comodidade da “cultura do
ofício”.

O Chapa Branca foi procurado por uma pesquisadora de São Paulo que
está realizando  uma pesquisa na área de comunicação pública. Ela nos
propôs uma parceria interessante e nós topamos. Vamos auxiliá-la no
levantamento das informações e em contrapartida ela compartilhará com
os nossos leitores, todo o conteúdo da pesquisa.

Parte do trabalho consiste na aplicação de um questionário com
servidores públicos concursados na área de comunicação (jornalistas ou
relações públicas). Infelizmente, ela tem encontrado muita dificuldade
nessa etapa. Em muitos órgãos, os assessores de comunicação são
terceirizados ou ocupam cargos comissionados. Quando concursados,
muitos não querem responder ao questionário. A idéia do trabalho é
investigar as interferências dos gestores no trabalho das assessorias
de comunicação.

Gostaria de contar com o apoio dos membros das nossas comunidades
(principalmente o GITEC por sua maior capilaridade) para que
encaminhem o questionário abaixo, para ser respondido pelos
responsáveis pela área de comunicação das suas casas legislativas. São
poucas as perguntas e não se gasta muito tempo em respondê-las.

VALE LEMBRAR QUE NÃO É NECESSÁRIO SE IDENTIFICAR NA PESQUISA!!!!!

As respostas devem ser enviadas para o e-mail do Chapa Branca:
falecomochapa em comunicacaochapabranca.com.br

Grande abraço,

Hélio Teixeira
ALE/AL

QUESTIONÁRIO – ASSESSORES DE COMUNICAÇÃO NO SERVIÇO PÚBLICO

ÓRGÃO ASSESSORADO: _______________________________________________

1)       QUANTO TEMPO EXERCE A FUNÇÃO DE ASSESSOR NO ÓRGÃO PÚBLICO (JÁ
PASSOU PELO PERÍODO REFERENTE AO ESTÁGIO PROBATÓRIO)?

2)       QUAIS OS INSTRUMENTOS DE COMUNICAÇÃO OU INFORMAÇÃO UTILIZADOS
PELA ASSESSORIA? COM QUE FREQUÊNCIA? INFORME A FREQUÊNCIA AO LADO DA
OPÇÃO MARCADA.

(   ) EVENTOS  SIMBÓLICOS                (   ) PUBLICIDADE
(   ) MURAIS                                            (   ) CARTAZES
(   ) ICONOGRAFIA                                (   ) GUIAS
(   ) INTERNET                                        (   ) BOLETINS ELETRÔNICOS
(   ) FÓRUNS DE CONSULTA               (   ) JORNAL INSTITUCIONAL
(   ) LISTAS DE DISCUSSÃO                 (   ) OUVIDORIAS
        (   ) BANNERS                                         (   ) CARTAS
(   ) PESQUISA DE OPINIÃO                  (   ) SERVIÇO DE ATENDIMENTO
(   ) FÔLDERES                                       (   ) REUNIÕES
(   ) MALA DIRETA                               (   )  CONSELHOS
(   ) FOLHETOS                                       (   ) DISCURSOS
(   ) EVENTOS DIRIGIDOS                     (   ) MAUAIS
(   ) TELECONFERÊNCIA                      (   ) INTRANET
(   ) OUTROS (especificar instrumento e periodicidade)

3)       QUE TIPOS DE COMENTÁRIOS / RECOMENDAÇÕES O GESTOR DISPENSA AO
CONTEÚDO DO TRABALHO DA ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO?

4)       COMO É A RELAÇÃO PROFISSIONAL COM O GESTOR?
PÉSSIMA (   )      RUIM (   )      REGULAR (   )      BOA (   )      ÓTIMA(   )

5)       JÁ SOFREU ALGUM TIPO DE INTERVENÇÃO NO TRABALHO POR PARTE DO GESTOR?
a) NÃO, POIS TENHO AUTONOMIA NA PRODUÇÃO DO MATERIAL DA ASSESSORIA DE
COMUNICAÇÃO (   )

b) SIM, MAS NORMALMENTE NÃO ACATO A INTERVENÇÃO DO GESTOR (   )

c) SIM; E ACATEI INTERVENÇÕES DOS SEGUINTES TIPOS:
CRÍTICAS (   )     CORREÇÕES (   )     RECOMENDAÇÕES (   )
REPROVAÇÕES (   )     CENSURAS (   )     ANULAÇÕES (   )
REPREENSÕES (   )      OUTRAS:_______________(    )

6)       VOCÊ SABE A DIFERENÇAA ENTRE SER SERVIDOR DO GOVERNO E
SERVIDOR DO ESTADO? SE SIM, JUSTIFIQUE SUA RESPOSTA.

7)       VOCÊ SABE A DIFERENÇA ENTRE AS MENSAGENS INSTITUCIONAIS E DE
GESTÃO? OS MEIOS DE COMUNICAÇÃO DESENVOLVIDOS PELA ASSESSORIA ABARCAM
OS DOIS TIPOS DE MENSAGENS?



-- 
Hélio Leite Teixeira
Assembléia Legislativa de Alagoas
Acesse o http://ChapaBranca.com



Mais detalhes sobre a lista de discussão GIAL