[gial] Análise das contas do Congresso Nacional

luis fernando machado neranto em gmail.com
Quarta Julho 1 14:32:49 BRT 2009


Caro Antônio,
Essa bomba era para estourar faz tempo, ainda em 1891...
Falcatruas sempre existiram, não é de hoje que escândalos rondam o
Congresso.  Você já ouviu falar nos anões do Orçamento? Foi em 1992!  Você
já ouviu falar em "mensalão", você já ouviu falar em nepotismo, você já
ouviu tantas coisas erradas...
O Senado Federal passa por uma crise institucional criada pelos próprios
Senadores.  Colocar a culpa nos servidores é a maneira mais infiel de
safarem-se das notícias escandalosas.  E olha quem vive aqui sabe muito das
escrabosas (rs)
Gastar bilhões do orçamento no Congresso é uma afronta para toda a nação.
Só desejo que faça juízo de valor a quem toca a Instituição com amor, assim
como eu faço e tantos outros colegas aqui do Senado Federal.  Posso provar
com os trabalhos que coloco no Portal do Interlegis, nos produtos e
serviços.  Depositei mais de 70 modelos de proposições legislativas, cujo
link é o mais acessado.  São inúmeros os elogios dos Vereadores que buscam
os modelos e aplicam nas suas atividades legislativas.
Antônio, cada um deve mostrar a que veio, os Senadores também.
Abraços,
Luís Fernando - Chefe do SPDT/Interlegis


2009/6/28 <antonioamg em usp.br>

> Olá, meu nome é Antonio Augusto Mesquita Gonçalves, aluno do 7º
> semestre de Gestão de Políticas Públicas ? USP e gostaria de
> contribuir com esse fórum, tratando de um tema relevante, que
> atualmente tem sido muito explorado pela mídia, e que se trata da
> análise das contas do Congresso Nacional.
>
>     Com um orçamento que ultrapassa os 5 bilhões de reais, o
> Congresso Nacional  se tornou o foco das atenções, já que mesmo com as
> informações do SIAFI e dos recentes portais de transparência da Câmara
> dos Deputados e do Senado Federal, seus gastos continuam ainda sendo
> uma caixa preta, já que não há um detalhamento maior sobre o uso das
> verbas indenizatórias pelos congressistas, além do que, não há mesmo
> um controle sobre a apresentação das notas e de sua veracidade por
> parte das Casas Legislativas, logo, apesar dessas medidas de
> transparência, os gastos dos Congressistas continuam sendo um grande
> mistério.
>     Ainda mais com a ascensão de Sarney à Presidência do Senado, que
> acabou gerando alguns conflitos políticos, este tema foi usado como
> pretexto para atacá-lo e acabou por instaurar uma grave crise, que se
> não só devastou o Senado Federal  mas também a Câmara dos Deputados,
> abalando a imagem e a credibilidade do Congresso Nacional. Isto se
> deu, devido a divulgação de notícias de funcionários fantasmas, farra
> de passagens aéreas, excessivos gastos dos Congressistas com a verba
> indenizatória, atos secretos, enfim, uma verdadeira devassa sobre as
> duas Casas Legislativas.
>     Contudo, essa crise pode ter um significado positivo para o
> Congresso e para a sociedade, pois se espera que com esses debates e
> com a pressão exercida pela sociedade e pelos meios de comunicação,
> que se criem medidas que possibilitem um controle maior sobre as
> contas do Congresso Nacional, possibilitando uma análise mais ampla e
> completa sobre o uso dos recursos pelos nossos representantes.
>
> Portais de transparência:
> http://www2.camara.gov.br/transparencia
> http://www.senado.gov.br/sf/portaltransparencia/
>
> > Site da Comunidade GIAL
> > http://colab.interlegis.gov.br
> >
> > Para pesquisar o histórico da lista visite:
> > http://colab.interlegis.gov.br/wiki/PesquisaListas
> >
> > Para administrar sua conta visite:
> > http://listas.interlegis.gov.br/mailman/listinfo/gial
> >
>
>
>
> --
> Site da Comunidade GIAL
> http://colab.interlegis.gov.br
>
> Para pesquisar o histórico da lista visite:
> http://colab.interlegis.gov.br/wiki/PesquisaListas
>
> Para administrar sua conta visite:
> http://listas.interlegis.gov.br/mailman/listinfo/gial
>
-------------- Próxima Parte ----------
Um anexo em HTML foi limpo...
URL: <http://listas.interlegis.gov.br/pipermail/gial/attachments/20090701/baae7352/attachment.html>


Mais detalhes sobre a lista de discussão GIAL