[gial] Florestan Fernandes - o Mestre

Rodrigo Barbosa da Luz rodrigoluz em interlegis.gov.br
Segunda Abril 6 13:51:45 BRT 2009


A manifestação da Isabela me fez lembrar do exemplo dado pelo Florestan
Fernandes. Me refiro ao testemunho que consta no documentário que pode
ser acessado pelo endereço:

http://www2.camara.gov.br/internet/tv/chamadaExterna.html?link=http://www.camara.gov.br/internet/tvcamara/default.asp?selecao=PESQUISA&codVeiculo=1&assunto=Contains(m.*%2C%27%22florestan%22+AND+%22fernandes%22%27)

Posicionem no minuto 40:00 e conheçam como o mestre se comportava em
relação ao sistema de saúde pública.

Att,
Rodrigo Luz
Interlegis

Em Seg, 2009-04-06 às 12:13 -0300, Isabela de Oliveira Menon escreveu:
> Se o próprio Estado não segue o que está definido na Constituição
> Federal fica difícil estabelecer uma relação entre o seu texto e sua
> aplicação na realidade. Qual a diferença entre os servidores públicos
> e a população brasileira no geral? Por que estes merecem tratamento
> diferenciado do resto da população? Se aprovamos convênio médico para
> servidores públicos acabamos criando outro problema ao invés de
> resolver a questão da saúde pública no Brasil. Ações como essa
> desestimulam esforços que vão ao encontro da aplicação do texto
> constitucional.
>  
>  
> Isabela de Oliveira Menon
> Curso de Gestão de Políticas Públicas
> Escola de Artes, Ciências e Humanidades
> Universidade de São Paulo - USP
>  
> "É que no fundo, não consigo compreender a relação existente entre a
> Constituição Federal de 1988 e o país no qual vivemos."
> 
> 
> 2009/4/6 Kelly Soares <kellyconsultoria em hotmail.com>
>         Refletindo sobre as palavras do Prof. Marcelo e recordando e
>         revigorando minhas ideologias e inconformismos, decidi algo
>         importante... vou começar a escrever um livro, que já tem
>         título e tudo: "A Utopia do Brasil!".... mas, o engraçado é
>         que tenho a impressão de ter algo assim em minha humilde
>         biblioteca.... será que estou lendo demais? de menos? sonhando
>         demais?.... ou pouco fazendo??? É que no fundo, não consigo
>         compreender a relação existente entre a Constituição Federal
>         de 1988 e o país no qual vivemos. Além de cidadã, acho que
>         nossa Constituição é visionária e utópica!!!
>         Como cantava Cazuza: "que país é este!!???"
>          
>          
>         Kelly Cristina O. Soares 
>         
>         
>         
>          
>         > Date: Mon, 6 Apr 2009 11:51:59 -0300
>         > From: mnerling em usp.br
>         > To: gial em listas.interlegis.gov.br
>         > Subject: Re: [gial] Projeto de Lei (sugestão) de convênio
>         médico a servidores Municipais 
>         
>         
>         > 
>         > Prezad em s,
>         > O Art. 198 da Constituição Federal fala sobre as ações e
>         serviços 
>         > públicos de saúde regionalizados -
>         territorializado/georeferenciada - 
>         > e hierarquizados -, que se constitua em um "sistema único",
>         com 
>         > direção única em cada esfera de governo, com atendimento
>         integral, 
>         > preventivo e curativo e construído com a participação da
>         comunidade.
>         > Pergunto: Como é que nós, servidores público, podemos exigir
>         do Estado 
>         > e ainda por cima tirar do nosso próprio bolso recursos para
>         pagar um 
>         > sistema privado de saúde se a ordem constitucional é de um
>         "sistema 
>         > único"? Por que razão vamos procurar um serviço privado se
>         podemos 
>         > investir mais recursos em um sistema único, público,
>         eficiente e que 
>         > sirva a todos (as) indistintamente, sem preconceito de raça,
>         sexo, 
>         > cor, religião...
>         > Eu concordo com previdência privada complementar, com planos
>         privados 
>         > de saúde, desde que, isso não comprometa recursos públicos
>         para um 
>         > atendimento "diferenciado" (sic).
>         > Vejam o MEC, com a proposta do fim do vestibular e a
>         garantia de 
>         > ingresso nas universidades, inclusive públicas, pela via do
>         sistema 
>         > público de ensino médio: Provavelmente muitos filhos de
>         professores, 
>         > como eu, voltem a frequentar as escolas publicas para
>         acessem o ensino 
>         > superior vindos de escolas públicas com bons indicadores
>         quantitativos 
>         > para o pleno desenvolvimento pessoal, o preparo para o
>         exercício da 
>         > cidadania e a qualificação para o trabalho.
>         > O acesso aos niveis mais elevados de ensino, da pesquisa e
>         da criação 
>         > artítstica vai segundo a capacidade de cada um, nos termos
>         do art. 
>         > 208, inciso V da CF.
>         > Isso tudo para dizer que precisamos garantir o mesmo ponto
>         de partida 
>         > para todos, e o ponto de partida é na saúde e na educação.
>         > Juntas, essas duas políticas públicas consomem mais de 30%
>         da receita 
>         > de impostos dos Entes da República.
>         > Saúde de qualidade não se constrói senão com Atenção Básica,
>         com um 
>         > Sistema Único de Saúde.
>         > Vejam "Michael Moore, no cartaz de seu novo documentário,
>         Sicko, ... 
>         > acerta o dedo na ferida ..."
>         > Portnato, entendo, SMJ, que "Convenio médico é SUS, PSF,
>         CAPS de 
>         > qualidade", com matriciamento e contratos de gestão
>         mediante 
>         > indicadores quantitativos e qualitativos de resolução e
>         satisfação. 
>         > Isso serve aos servidores, também! Ou será que não?
>         > Consigne-se a antítese.
>         > Att.
>         > Marcelo Arno Nerling.
>         > -- 
>         > Prof. Dr. Marcelo Arno Nerling
>         > Curso de Gestão de Políticas Públicas
>         > Escola de Artes, Ciências e Humanidades
>         > Universidade de São Paulo - USP
>         > 
>         > 
>         > Citando Câmara Municipal de Portão
>         <camaradeportao em terra.com.br>:
>         > 
>         > > Amigos, estou procurando algum projeto de Lei sugestão com
>         o assunto 
>         > > de Convênio Médico a servidores municipais, gostaria de
>         saber se 
>         > > seu município possui um convênio Médico para seus
>         servidores.
>         > >
>         > >
>         > > Aguardo retorno, se possivel ainda hj, pois tenho que
>         elaborar um 
>         > > projeto com esse assunto, se tiverem modelo, anexem....um
>         grande 
>         > > abraço a todos e boa semana
>         > >
>         > >
>         > >
>         > > Att.
>         > >
>         > >
>         > > Ademir Santos da Silva
>         > > Servidor da CM Portão/RS
>         > 
>         > 
>         > 
>         > -- 
>         > Site da Comunidade GIAL
>         > http://colab.interlegis.gov.br
>         > 
>         > Para pesquisar o histórico da lista visite:
>         > http://colab.interlegis.gov.br/wiki/PesquisaListaGial
>         > 
>         > Para administrar sua conta visite:
>         > http://listas.interlegis.gov.br/mailman/listinfo/gial
>         
>         
>         
>         ______________________________________________________________
>         Descubra quais produtos Windows Live tem mais a ver com você!
>         Faça o teste!
>         
>         --
>         Site da Comunidade GIAL
>         http://colab.interlegis.gov.br
>         
>         Para pesquisar o histórico da lista visite:
>         http://colab.interlegis.gov.br/wiki/PesquisaListaGial
>         
>         Para administrar sua conta visite:
>         http://listas.interlegis.gov.br/mailman/listinfo/gial
> 
> -- 
> Site da Comunidade GIAL
> http://colab.interlegis.gov.br
> 
> Para pesquisar o histórico da lista visite:
> http://colab.interlegis.gov.br/wiki/PesquisaListaGial
> 
> Para administrar sua conta visite:
> http://listas.interlegis.gov.br/mailman/listinfo/gial




Mais detalhes sobre a lista de discussão GIAL